Novidades

Testes

Competição

História

Apresentação

Home » Testes

Suzuki B-King vs. Kawasaki Z 1000

Enviado por on 23 de Fevereiro de 2011 – 10:0158 Comentários


Quer impressionar e ter sensações assustadoras? Suzuki B-King e Kawasaki Z 1000 ajudam muito…

Peso elevado e grandes dimensões nunca combinaram com agilidade e excelente desempenho, mas a Suzuki B-King 1300 e a Kawasaki Z 1000 se candidatam a mudar esta teoria.
Donas de um design extravagante, evidenciando a intenção de seus projetistas de criar motos de grande impacto visual, como se saídas de um desenho mangá, suas formas radicais induzem muitos a considerá-las boas de se ver mas difíceis de andar. Todavia, a ciência aplicada aos projetos fez delas – acreditem – motos bem mais fáceis de conduzir do que a aparência agressiva faz crer. Boa dirigibilidade e o equilíbrio em curvas, agilidade e estabilidade são adjetivos adequados a estes monstros de grandes motores.
A Z 1000 é um pouco mais compacta do que a B-King, que pesa 17 kg a mais e compensa esta gordura com mais cavalos (184 contra 138 cv da Kawa) e também mais torque (14,9 kgf.m na Suzuki contra 11,2 na Z 1000). Tal diferença de potência se dá pela diferença de cilindrada, pois enquanto a Kawasaki se vale de um quatro-em-linha de exatos 1.043 cc, a Suzuki herdou o motor da Hayabusa, de 1.340 cc, quase 30% maior. O resultado prático desta diferença? A relação peso-potência da Suzuki é mais favorável, pois cada cavalo carrega 1,27 kg, enquanto na Kawasaki a relação é de 1,57/cv.
No fim das contas, como veremos mais adiante, esta diferença é ínfima, e considerando que o preço praticado hoje no mercado nacional é praticamente igual, vale verificar como elas se comportam exatamente

Estilo:
Z 1000: 8,5
B-King: 8,5

Questão controversa! Impossível dizer qual é mais bonita ou impactante. As duas são agressivas e grandes, apesar de a Z 1000 até parecer pequena ao lado da B-King. A Kawasaki segue a tendência de jogar o peso mais à frente possível, algo evidente até “a olho”, por conta da rabeta minúscula e consequente espaço miserável para o acompanhante.
Totalmente oposta a isso é a B-King, com sua imensa rabeta e duas mega ponteiras de escapamento, elementos mais fortes de seu design. Na dianteira, a diferença dos conjuntos ópticos pesa a favor da Z 1000, com seu farol mais largo, rasgado, que lhe dá um aspecto malvado. As duas no entanto se equivalem em agressividade e passam o exato recado de motos poderosas que são.
Item sempre importante, os respectivos painéis são magnificamente bem casados com as propostas. O painel retangular totalmente digital da Z 1000 é belo, mas o da B-King, com contagiros analógico, é maravilhoso e é mais completo. Na Z 1000 falta indicador de marcha engrenada e a possibilidade de escolher o mapa de injeção, como na B-King. Em ambas a carenagem frontal cobre apenas o farol e de nada adianta quando a velocidade passa dos 130 km/h. Nas duas, chassi e rodas negras. O empate é a melhor escolha.

Motor:
Z1000: 9,0
B-King: 9,5

Quase outro empate! Opa, como assim? Apesar de a Z 1000 ter menos cavalos que a B-King, a diferença de peso somada à limitada capacidade de atingir grandes velocidades por causa da ausência de proteção aerodinâmica não faz a Kawasaki tão menos veloz. Quando pilotamos pela primeira vez a Suzuki ficamos impressionados com a “patada” do torque máximo de 14,9 kgf.m a 7.200 rpm. O resultado na prática é ela empinar em primeira marcha com uma simples virada de acelerador.
Mas a Z1000 também faz isso, e causa tanta emoção quanto. Na verdade, na Kawa nem precisamos usar primeira marcha, aconselhamos usar a segunda para sair do semáforo: a primeira é extremamente curta. O coice em ambas é de arrepiar quando trocamos de marchas na faixa vermelha do contagiros. Ainda bem que a B-King tem como opção um mapeamento da injeção que a deixa bem mais mansa. Essa vantagem e o fato de seu motor ser mais silencioso em altos giros a faz merecer o meio pontinho a mais.

Consumo:
Z 1000: 8,0
B-King: 8,0

Lembram dos antigos motores V8 dos carros da década de 70? Beberrões incontroláveis? Estas motos são assim. Nenhuma das duas faz melhor do que 15 km/litro. A não ser que o piloto consiga viajar a 80 km/h em sexta marcha, coisa pouco provável com esses monstros. A 120 km/h em sexta a B-King fez exatos 15 km/litro e a Z 1000 14,7 km/l. Com tanques de 15 l (Kawa) e 16,5 l (Suzuki) sofrem para percorrer 200 km antes de pedirem para reabastecer. E basta uma aceleradinha a mais, sair rasgando do pedágio por exemplo, levando o motor até as 10 mil rpm,para que o consumo piore muito, chegando a arrasadores (de bolso) 10 ou 9 km/l.

Transmissão:
Z 1000: 9,0
B-King: 9,0

Mais um empate! A B-King, com acionamento hidráulico da embreagem, apresenta manete e pedal de câmbio tão suaves e leves quanto os da rival. As duas têm engates precisos e excelente sincronismo. A Z 1000 se mostra bem mais curta, principalmente até a quarta marcha, mas ambas têm uma incrível capacidade de andar em baixíssima velocidade, sem trancos. Se existe uma diferença entre os câmbios, podemos dizer que ela está nas reduções, já que a Z 1000 aceita melhor uma tocada radical, com reduções mais rápidas, mas nada que tire pontos da Suzuki.

Suspensões:
Z1000: 9,0
B-King: 9,0

Sem problemas nesse quesito, elas são equipadas com o que há de melhor para a proposta. Nenhuma delas foi projetada para correr contra o cronômetro em pista, ou até mesmo levar acompanhante com bagagem. Portanto, contam com o básico, um arroz com feijão bem feito: na frente as duas têm suspensões invertidas reguláveis, atrás os monoamortecedores são robustos, enormes, mas sem muitas regulagens mas mais que suficientes.
As duas são motos relativamente duras por causa do pouco curso de suspensões, porém a posição de pilotagem ereta não deixa que as costas sofram tanto como numa superesportiva. O amortecedor traseiro da Z 1000 fica instalado horizontalmente, com os links sobre a balança, o que ajuda a deixá-la bem curta no entreeixos (1.440 mm contra 1.525 mm da B-King). Isso ajuda na agilidade mas faz a Kawasaki levitar, com a frente querendo olhar para o céu a toda hora. Um amortecedor de direção é um bom acessório para a Z 1000. Já a B-King vem com um de fábrica instalado diante do tanque.

Freios:
Z1000: 9,5
B-King: 9,0

Ambas possuem pinças radiais de 4 pistões e bomba também radial no manete. O diâmetro dos discos pouco difere: 310 na B-King, 300 na Z 1000. Coincidentemente as duas motos vêm equipadas com os mesmos pneus, os bons Dunlop Sportmax Qualifier, medidas 120/70-17 na frente. Elas freiam assustadoramente bem, mas como a Z 1000 é mais leve e a distribuição de peso privilegia a dianteira, a sensação de frenagem é mais brusca e requer mais atenção especialmente no piso molhado. A B-King, por ter bastante peso atrás, exige que o freio traseiro seja mais utilizado para colaborar com uma frenagem eficiente e mais equilibrada.

Dirigibilidade:
Z 1000: 9,5
B-King: 9,0

A B-King é surpreendentemente ágil pelo seu volume e longo entreeixos. Todavia é claro que a Z 1000, por ser bem magra entre as pernas, mais leve e com distribuição de peso mais “dianteira”, consegue responder mais rapidamente à ação do piloto. A Kawasaki muda de direção, freia e entra em curvas com extrema leveza. Os problemas aparecem no momento de reacelerar: a frente sobe e o piloto tem que usar os pés para manter a moto na trajetória desejada. O quadro herdado da ZX-10R oferece uma limitada capacidade de esterço, o que a prejudica em uso urbano. Já a B-King tem um quadro 100% desenvolvido para ela, e esterça mais o que é fundamental nas ruas, principalmente se tratando de streetfighter. Porém a vantagem da B-King se esvai pelo maior peso e largura, o que complica a vida ao trafegar entre os carros.

Mercado:
Z 1000: 8,0
B-King: 8,0

O primeiro lote de Z 1000 2010 foi imediatamente vendido. O preço tabelado pela Kawasaki é de 46.990 reais. A B-King, depois que passou a ser produzida em Manaus, teve reduzido seu preço para 49.900 reais. Pelo valor e pelo visual ousado elas são rivais diretas. São motos para andar sozinho e sentir muita emoção em curvas. Qual o maior critério de escolha? O visual, sem dúvida. Em eficiência mecânica e liquidez na revenda acreditamos que as duas estão empatadas. A dificuldade é optar entre as enormes ponteiras bicudas da gigante B-King ou pela radicalidade com escapes tipo megafone da raivosa Z 1000, pois o preço é igual: 50 mil reais.

Total:
Z 1000: 70,5
B-King: 70,0

Ufa! Uma vitória apertada mas justa, como deveria ser! Como já dito, a maior diferença entre elas está no visual. A Z 1000 é mais leve e mais ágil, mas a B-King anda algo mais e é mais fácil de ser acelerada por conta da frente mais grudada no chão. Não seria justo nenhuma delas vencer por grande diferença. A Kawasaki venceu por mísero meio ponto por conta de uma melhor maneabilidade. Mas é isso que o cliente de uma streetfighter almeja? Este pode não ser o principal critério para muitos de vocês: principalmente os pilotos mais altos e pesados poderão preferir a B-King por suas dimensões mais avantajadas.
Estas naked de mil cilindradas são verdadeiras superesportivas de guidão alto e que de fato oferecem mais conforto que suas parentes ZX-10R e Hayabusa. São mais versáteis e certamente não menos divertidas. O mísero meio ponto de diferença neste comparativo comprova a equivalência destas motos em praticamente tudo. Uma ou outra? Pegue uma moeda, cara ou coroa. Você estará bem servido com ambas…

LEIA TAMBÉM:

58 Comentários »

  • Yuri Roberto Pereira diz:

    Com todo respeito, Eduardo Zampieri, por que vc é tão tendencioso em derrotar as motos da Suzuki em qualquer comparativo??? Venho percebendo isso desde a vinda da Hornet ao Brasil, que apenas no comparativo assinado por você deu uma “lavada” na Bandit. Depois, mais “assustador” ainda foi seu comparativo entre a CB 1300 e a Bandit 1250. Todas as outras publicações deram a vitória ao modelo da Suzuki. Agora, nesse vc “pegou pesado”. No quesito motor, vc colocou “quase um empate”, dando meio ponto apenas de vantagem pra Suzi!!! E ainda justificou dizendo que a igualdade se deu pela diferença de peso entre os modelos!!! Peraí, compare os numeros de potência e torque, os motores estão em outra dimensão!!! E até mesmo os numeros de desempenho são sim, bastante favoráveis à Suzuki, é só dar uma olhada na velocidade final dos dois modelos.
    Sem falar que vc testou tão bem uma bandit um dia, que não percebeu quantas marchas ela tinha!!!

    Respeito muito seu trabalho, mas quero deixar gravada aqui minha indignação com os seus critérios de avaliação.

    Um abraço a todos dessa maravilhosa publicação!

    • diego diz:

      olá, tenho as duas motos uma minha e outra sa minha esposa e estou vendendo a minha z-1000 para comprar uma outra b-king.

      muito mais conforto e estabilidade. logicamente que cabia um abs na b-king, sendo que no esterior todas são, que é o que considero melhor na kawasaki, o restante esta muito longe ainda a kawasaki, façam suas apostas e comprovemm.

      parabéns pelo trabalho,

    • Paulo diz:

      sinceramente yuri, voce esperava que a jurássica bandit ganhasse um comparativo com a hornet? em que mundo você vive? a bandit é pelo menos dez anos defasada em relação a hornet! vamos ser mais realistas ao criticar algo. Sem sombra de dúvidas a bandit é uma boa motocicleta, mas é anos luz atrasada em relação ao produto da honda (hornet)

  • Rafael Galavoti diz:

    Não creio numa conspiração anelídica para bater as motos Suzuki.É complicado testar motos com 0% de isenção.
    Já tive a oportunidade de andar bem na Z1000 e muito pouco na B-King.E comparando pelo o que consegui sentir da B-King, sim…ela bem mais pesada que a Z1000 em baixa velocidade (não andei em alta com a B-King)assim,imagino que os kilos a menos da Kawasaki quase compensam os cavalos a mais da B-King…exceto numa reta,mas p´ra frente não tem graça,né?

    O meio ponto que deu a vitória a Z1000 está na dirigilidade,e nisso,com certeza creio que a Z1000 é,de fato,melhor.

    A Hornet ganha de lavada da Bandit em todos quesitos deste teste (daria um empate ao câmbio somente), exceto no conforto.

  • Andre Dias diz:

    Po CB1300 ganhar da B1250? Fácil, ja andou nas duas? O motor da bandit é mais forte em baixa, mas isso foi o objetivo da honda, que colocou um regulador no filtro de ar, reduzindo a potencia abaixo de 4000 se o manete nao esta todo aberto, suavidade util no transito. Acabamento das duas, nao da nem para comparar… e a CB1300 é mais rapida quando as rotacoes estao acima de 6000 na estrada. Gosto da bandit mas a cb13 é mais refinada. Ja andei em varias motos dos dois modelos, e embora a bandit seja realmente mais agressiva<6K, acho que é a única coisa que ela ganha. Procure na Internet a quantidade de ex-bandits com CB13

  • pedro camargo diz:

    Quanto a Hornet, CB 1300, bandit 600 (carburada) e suzy 1250 (injetada-refrig.liq.), tive todas, e posso afirmar serem ótimas, inclusive no preço, ou seja, custo x beneficio, mas Hornet e CB1300 são superiores, é claro, com as devidas caracteristicas de cada uma.

    Consegui manter a CB1300 que é extremamente confortável e comprei uma gsxr r 1000 09/09, que é uma SUZY maravilhosa, porém, penso em vender ambas e comprar uma B-KING, porém, neste ponto, embora ache ue todos os testes apresentados sejam totalmente isentos, até porque leio todos, acredito, sem entrar no mérito de discussões prolongadas e sem testá-las, que a B-KING, em que pese Z-1000 ser show, é muito superior e no mínimo um empate seria coerente. De quem adora motos indepedente da marca!!!! e vamos andar e ler sobre elas!!!!

  • Antonio Américo Filho diz:

    Acho que as críticas ao critério são relativas, uma vez que um a diferença de meio ponto não representa vitória. Além do que, certas características avaliadas podem ter maior peso para uns que para outros, então, basta que o leitor avalie, com seus critérios, e de as notas que achar pertinentes e faça a soma. Abraços!!

  • Fabio diz:

    Eu tenho uma B KIng e estou maravilhado com a moto, tenho 1,68 de altura já tive todos os estilos de moto possiveis, desde SRAD, Hayabusa, TL 1000, Hornet, Fazer 250 – 600, R1, intruder 800, shadow, Virago 250 – 535 e como motociclista que sou acredito que posso dar minha opinião. A B King é a moto que melhor atende as minhas necessidades, não tem o sofrimento das esportivas, pelo fato do guidão ser mais alto, tem velocidade final (sem bolha) só abaixando no tanque como nas esportivas de 290km/h velocidade cruzeiro para longas viagens em 180/200 sem sofrimento, no transito é muito agil, aceleração absurda, anda junto ou até na frente da maioria das esportivas, estilo inigualável só pecando na parte traseira que é muito volumosa, na minha opinião, o que é ponto positivo para a Z1000 (que tambem contas com um conjunto mais bonito), no mais, são motos excepcionais, mas minha opção pela cavalaria a mais recaiu na B King, que frita mesmo nas saida de farois, so tem que ter braço para segurar… abcs a todos e parabens!!!!

  • Comparar CB1300 e Bandit 1250 e dar vitória pra Suzuki? Como?!? Não sou piloto de teste, mas a ciclística da CB1300 Four é bem superior. Só pra lembrar, nenhuma moto Suzuki tem ABS (nem a Hayabusa), sequer como opcional (acorda, J Toledo!!) enquanto na Honda até CB300 tem o equipamento disponível.

    As Suzuki não são produtos ruins, mas as suas limitações causam estranheza.

  • luiz bellozi diz:

    esqueceram de opinar a respeito da transmissão secundária de ambas as motos.a meu ver, é um ponto forte a ser considerado.

  • Carlos diz:

    Não tenho a experiência damaioriade vocês que postaram comentários até agora, sou somente mais um louco por motos que pretendo comprar uma das duas motos em questão.
    Minha duvida está no comportamento das motos com relação a minha estatura e peso, tenho 1.88m e 90Kg, será que no meu caso o conforto e o dezempenho da Z1000 não será ainda pior? O que é essa mizera diferença de peso e melhor comportamento em curvas de baixa comsiderando o meubio tipo?
    Sou levado a uma tendencia fortissima para a B-King fora o pau que ela dá na maioria das supersportivas e se o piloto da sportiva for tosco nem CBR nem R1 ou similar acompanha a gordinha B-King…Obrigado…

  • Reginaldo diz:

    Srs. Admiradores das duas rodas. Sou proprietário de uma Z1000 ano 2011. Antes de falar da Kawazaki, vamos questionar a Suzuki B-Bing. Cheguei a pilotar pelo período de 1 semana antes de fazer aquisição. Fiquei apaixonado pelo motor. Praticamente um avião. Agora, para a sua infelicidade dei uma pilotada numa z1000 por aproximadamente 1hr. Caros leitores. Cheguei a seguinte conclusão. Motor não é tudo. Pode ter 46 cavalos a mais, porém, numa subida até Campo de Jordão, a B King vai comer poeira. A ciclística da Kawazaki, os freios, são muito superiores da Suzuki. Tudo isso com certeza fará a diferença. Sem questionar ainda o designer. Que é muito melhor. Se alguém quiser tirar a prova dos seis. É só marcar. Abraço

    • hector diz:

      A Z1000 é mais leve e menos potente mais a relaçao peso potencia da
      B-king é melhor entao mesmo sendo mais pesada ela anda mais
      e outra motor derivado do Mito Hayabusa de 1300cc
      concerteza seria no quesito motor

      B-king 9,5
      Z1000 8,0

      sem falar q a b-king com seu alto torque de quase 15kgf
      pucha um trem em uma subida de serra…

    • Marcos Antonio diz:

      Que que isso Z1000 dá poeira em B-king?brincadeira. Tenho uma e sei o seu poder de motor, mais cada um pode opinar livremente defendendo o sua moto.

    • Alexandre diz:

      Cara, você falar que a z1000 faz a b-king comer poeira, tá de brincadeira comigo.. Primeiro que a Z1000 está na categoria das 1000 cilindradas, a bking nas 1400cc. A BKING é maravilhosa pelo porte que tem. Ela chega a 310km enquanto a z1000 a 240km, por ai já posso parar.

      Você realmente não sabe pilotar uma moto ao extremo, para tá falando isso. Eu puxei a bking e a z1000 na porrada mesmo, e posso dizer que a bking leva a maior, nas curvas em alta também.
      É muito fácil chegar e falar que pilotou as 2, mas tem que ter um grau técnico e saber pilotar cada uma das motos, antes de falar besteira.

    • Alexandre diz:

      Cara, você falar que a z1000 faz a b-king comer poeira, tá de brincadeira comigo.. Primeiro que a Z1000 está na categoria das 1000 cilindradas, a bking nas 1400cc. A BKING é maravilhosa pelo porte que tem. Ela chega a 310km enquanto a z1000 a 240km, por ai já posso parar.

      Você realmente não sabe pilotar uma moto ao extremo, para tá falando isso. Eu puxei a bking e a z1000 na porrada mesmo, e posso dizer que a bking leva a maior, nas curvas em alta também.
      É muito fácil chegar e falar que pilotou as 2, mas tem que ter um grau técnico e saber pilotar cada uma das motos, antes de falar besteira.

      ah Não estou desconsiderando a z1000, até porque é uma ótima moto! Mas que para mim se encaixa na categoria das 1000cc. Mas é preciso ter bom senso.

  • Srs. relamente em termos de desgner a z1000 ganha,mais o motor da suzuki b-king e um foguete,deixa pra trais ate cbr 1000.

  • RICARDO AUGUSTO diz:

    RECENTEMENTE ADQUIRI UMA Z 750 E REALMENTE ME APAIXONEI PELA KAWASAKI,TANTO É QUE JÁ ESTOU PENSANDO SERIAMENTE EM TROCALA POR OUTRA KAWASAKI DE MAIOR CILINDRADA A LINDISSIMA Z1000
    A POSSIBLIDADE DE UMA B KING JÁ DESCARTEI,POIS ACHO SEU DISIGNER EXAGERADO E DE DIMENSÕES INCOMODAS P/ UMA MOTO POR ISSO EM BREVE SEREI MAIS UM FELIZ PROPRIETARIO DE UMA KAWASAKI Z 1000!!!

  • wesley martins diz:

    senhoras e senhores ,acredito eu que o abs ajuda e muito nas motos e que falta muitas vezes compromete o desempenho na frenagem,mas que b king é fantastica isso é .seu torque é absurdo .NEM SE JOGAR AS DUAS MOTOS DE CIMA DO PREDIO A Z1000 CHEGA PRIMEIRO ,IMAGINA ENTAO NA SUBIDA.GRANDE ABRAÇO.

  • wesley martins diz:

    qual a velocidade final dA z1000 DA b- king ?

  • wagner diz:

    ñ tem o q se falar qdo se fala da b-king. comparação com uma z-1000, é piada!!!

    suzuki é suzuki, e ponto final. chorem os meninos!

  • Luciano diz:

    E ai pessoal, não sei se o cara da Z1000 tava de onda mas na Br 153 deixei um comendo poeira e longe com a minha King !!!!!
    Sem contar que a Z1000 acho feia pacas, pois o farol parece a boca da minha soja grande e largo!!!!

  • ivan sepulveda diz:

    Srs., tenho uma B KING 2011 e antes da aquisição sondei várias superesportivas concluindo pela Suzi. Concordo com o design meio exagerado mas, afinal, se trata de uma moto conceito e por onde passo surgem os curiosos com olhares de admiração pedindo para fotografar, etc. Quanto aos seus dotes técnicos, para mim, dispensam comentários pois ela reúne toda a tecnologia de ponta. Enfim, por enquanto, sem menosprezar as demais de sua categoria, não tem igual, inclusive já aguardo a B KING com ABS, apesar de que, os freios da atual já são eficientes. Importei uma bolha exclusiva para ela da Espanha resolvendo o seu único problema que era a pilotagem em alta velocidade. Abraços a todos.

  • judas diz:

    eu tinha essas duas motos, nao gostei e troquei as duas em uma shineray 50cc, ela e fantastica chega a 50 k/h em mais ou menos 1 minuto! estou mt satisfeito! quem kiser marcar um racha e so ligar! 34567876 deixo vcs largarem na frente! abraços a todos!

    PS: (sugiro que vcs troquem suas motos em uma shineray ! anda mt)

  • bruno mendes diz:

    oi amigos tenho 1.65 de altura e estou olhando uma b king para comprar vcs acham q consigo pilotar com segurança?

  • Marcis diz:

    Estava analisando os comentários e cheguei a conclusão de que, a Z1000 fica melhor em baixas, pois acima de 230 km a coisa pega e vc tem que ter responsa pra nao fazer merda, moto leve, frente leve, tenho uma e sei o que estou falando.
    Já a King, parece ser mais firme em alta, mas em baixa perde em agilidade, mais gorda e pesada.

    Bem, depende da proposta, se vc quiser andar acima dos 230 km, fique com a B King, mas se quiser andar na boa a menos de 230 km, fique com a Z 1000.

    Valeu

  • nelson diz:

    bom creio que o insigne zampiere agraciou a z1000 com 0,5 ponto devido a uma razao vista a olho nu da pra imaginar as duas motos passando em corredor de carros com o piloto da bking tendo maior dificuldade porem acaba sendo injusto nao verificar que a bking e mais comfortavel tambem acho que a bking oferece mais tecnologia no quesito dirigibilidade por oferecer opcao de modo de pilotagem meu caro zampiere sou solidario a voce todavia no teu lugar nem sob tortura daria esse meio ponto pra z1000 abracos

  • Lereno diz:

    Acabei de comprar uma B-King, que compra uma moto desse porte quer velocidade, entao nao tem como comparar uma 1000 contra uma 1340, sem comentarios. Se e motor que vcs querem escolham a B-King!!

  • Braulio J Soares diz:

    Ando de moto a mais de 40 anos, já tive de tudo (menos harley) e náo me recordo de nada que tenha me proporcionado o prazer de pilotar que a B KING me proporciona. PARABÉNS aos engenheiros da SUZUKI. Seria interessante redesenhar os canos, nào pelo design mas o que acontece é que após certa velocidade, a turbulência força os gases a retornarem para as costas da garupa. No mais, só alegrias. Obrigado à SUZUKI mais uma vez. BJ

  • Daniel Barbosa Martins diz:

    Acabei de comprar uma B-king, mas antes fui testar as duas e dar uma diferença de só meio ponto pro motor da suzuki é sacanagem total descontrol!!!!!140 km de primeira marcha,15 kgf de torque,185 cavalos,amortecedor de direção, mapa de injeção, embreagem hidráulica,válvulas de titânio, não dá nem pra comparar…….Absurdoooooooo!!!!b-king forever!!!

    • Fabrizio diz:

      Já ouviu falar de ABS … ops Suzuki , Suzuki não tem… valvula de titanio e quadro de ferro fundido ..rs

      • Alexandre diz:

        Quem é piloto, sabe freiar melhor que o ABS, e o mesmo acaba atrapalhando nas curvas. Para pilotagem esportiva, é uma merda.
        Para vcs terem uma idéia os pilotos de moto GP odeiam ABS, até os corredores do ISLE of MAN ( corrida de moto mais dificil do mundo ) não o utilizam.
        Não é preciso travar a roda traseira e dianteira para freiar uma moto. Tem que haver uma harmonia entre a intensidade da frenagem dianteira, a traseira, e a redução da moto.

        Para mim o ABS é só para aqueles que não sabem freiar, com intuito de diminuir os acidentes. Já que nem todos tem condições de fazer um curso de dominio da moto. Mas ISSO não quer dizer que uma moto é MELHOR por ter ABS.

  • Wanderley diz:

    Já tive uma Z1000 por um ano e agora tenho uma B-king 2011/2012. Existem alguns comentários e comparações que não concordo. Estamos falando de motos naked são motos que têm bom desempenho, posição de pilotagem conforto para condução em vias urbanas, com guidão mais alto do que nas esportivas, sem carenagem, possuem design misto entre motos de passeio e motos esportivas, eu viajo com a minha e a utilizo no dia a dia e não gosto de nenhum tipo de alteração que comprometa o estilo da moto. A B-king usa a mesma estrutura do motor da Hayabusa, mas acaba por ai a semelhança. Entre a Z 1000 e a B-King, a B-king em minha opinião ganha em todos os quesitos do comparativo. Por ser mais leve Z1000 é mais ágil na mudança de direção e só, porque a B-King depois de deitar é muito mais estável e segura e muito melhor nas saídas de curva.

  • Daniel diz:

    Sou proprietário de uma B-King 2011 e antes de compra-la testei diversas motos, inclusive a Z 1000. A Kawa é sem a menor sombra de dúvidas uma maquina muito eficiente e ajustada, mas desenvolvida em um quadro que nao foi projetado para ela. Isso lhe da algumas limitações. Ao adquirir a B-King importei um kit de peças e esuipamentos que tornaram minha moto muito mais leve e equilibrada (perdeu exatos 23 kg). Preparada ela atingui 223cv e 321km/h de final no dina em absurdos 9 segundos ! Dificilmente, pela limitação de maeamento e cilindrada uma Z 1000 chegaria proximo a isso. Em curvas, sim, as superbikes deitam muito mais e contornam melhor, mas se entrarmos juntos, logo na saida de curva ja estou na frente por causa do torque insano da Suzuki. Em acelerações e retomadas ela é realmente imbativel e uma pequena reta ou curva mais aberta, nada consegue sequer andar perto. Coloquei uma bolha pequena que alem da estética melhora consideravelmente a aerodinamica e garante conforto ate os 265 km/h. Abraços

  • Webster diz:

    O único pecado da B-King é o escapamento. Se ela ganhasse um cano tipo Hornet, Kawa Er-6 ou XJ600 ia ficar perfeita. . .

  • cleiton diz:

    bom,achei muito interessante os comentários,pois bem,estou pensando em trocar minha moto,uma fazer600s por uma b-king,acho essa moto simplesmente,uma máquina,um trasformer como dizem aqui.só q a minha grande preocupação é q viajo sempre com minha esposa e me preocupo com seu conforto q na fz6 é seu ponto forte,o q vcs me dizem a esse respeito?desde já,agradeço pelos comentários.

  • Thiago Milani diz:

    Olá, tenho uma Bandit 1250n 2012, viajo direto com ela, falo com certeza que é uma moto muito forte , tem uma arrancada bruta deixa muita moto super esportiva para trás de saida, peca um pouco na velocidade final cheguei com a minha em 245km/h, acho que tem motor para ir mais, agora quem falar que a CB 1300 é melhor que a B1250, para começar aquele amortecedor traseiro da CB é horrivel, e se colocar para andar com eu já coloquei dá até dó ( FUI O MAIS IMPARCIAL POSSIVEL POIS A B1250 PECA EM VELOCIDADE FINAL, MAS DE ARRANCADA INFILERA QUASE TODAS AS MOTOS DO MERCADO)

  • Daniel diz:

    Tenho uma hayabusa, os quesitos decisivos na aquisição da mesma foi o conjunto: velocidade, espaço garupa e autonomia ( 300 km/tanque). Mais importante que as pequenas diferenças dos números do limite de cada moto, é a utilização, estilo e perfil de pilotagem. Para ir no mercado, a alguns quarteirões da minha casa utilizo uma Biz…Abraço a todos e lembrem-se, mais importante que a velocidade máxima é o máximo de anos que conseguimos pilotar.

  • Drausio Hermann diz:

    Parabéns ao Daniel pelo último comentário e a “Moto!” pelo teste polêmico. Polêmica em jornalismo (especializado ou não) é sempre válido, ainda mais com a interatividade da internet. Muito legal ler a matéria e seus comentários.
    No minha opinião, a BKing deveria ser mais respeitada e aparecer em todos os comparativos contra CB1000R, Z1000, Brutale 1090 e Speed Triple (incluam se esqueci de alguma concorrente). BKing não tem rival a altura em termos de motor, até Mv Agusta pede pinico. Seu design é questionável, mas o da Z1000 também é. A dirigibilidade e agilidade em cidade devem mesmo ser melhores na Kawa devido peso e projeto. Mas na tocada em estrada fica ruim pra Z1000. Além do motor, também não concordo com a publicação no tocante a uso em pista. Ambas podem ser usadas em circuito, foram testadas em um antes do lançamento e oferecem ao feliz proprietário a versatilidade de andar na cidade, estrada e no track day. Abraços a todos!!!

  • Drausio Hermann diz:

    Kd a ficha técnica??? Não encontrei por aqui. Ainda bem que tenho a publicação impressa guardada em casa. Abc!

  • Moska diz:

    Pq é tão dificil aceitar que a Z1000 ganhou ? Engole rapaziada !!

  • Fabrizio diz:

    Companheiros, tenho uma Z1000 e posso dizer, tecnologia de ponta… desde a distribuição de peso, sistemas de freios com ABS, ops eu disse ABS, quadro em alumínio, suspenção invertida com proteção, ajuste de pressão das molas(dianteira e traseira) Amortecedor regulavel(tanto pressão qto compressão, ou seja 6 ajustes só para suspensão dianteira), sistema para esticar a conrrente, é tudo mecânica de ponta, e o desenho da moto então, insuperavel. Levando tudo isso essa disputa fica inviavel, pois a suzuki tem mecanica antiga, com contra pino pra segurar parafuso, aih é demais né, claro a B-king tem um grande motor, mais para por aih, pega o motor e re-projeta toda a moto pra poder bater de frente com a modernissima Z1000. E digo mais, só perdeu por meio ponto pq o editor foi bonzinho e deu peso demais pra alguns quisitos, pq era pra ter sido pior.

    • Alexandre diz:

      Só teve z1000 na vida, e pior, acha que sabe pilotar. Não pilotou uma bking e já é fanboy da kawasaki, eu tenho uma kawasaki mas sou realista com os fatos.
      Como já disse, ABS é desculpa para quem não sabe freiar.
      Agora comparar uma 1000 cilindradas com uma 1400cc é ignorancia ao extremo! São motos com projetos diferentes.
      Já ouviu da tecnologia SCAS, do computador de 32 bits e 1MB de memória, controla o sistema de injeção de combustível, a ignição eletrônica e a Válvula de Borboleta Dupla Suzuki (SDTV) ??

      Bom.. já deu para provar que vc é fanboy da kawasaki.

  • Sandro diz:

    Caros, tenho uma B-king 2012 com ponteira Jeskap, não da pra comparar Z1000 com B-king, compare Z1000 com CB-1000, Brutale, Triunf, etc. B-king se compara com V-Max, ROCKET III, e assim por diante. Uma brincadeira (varias motos) eu com minha B-king e um colega de Z1000, saindo de Piracicaba-SP pegando a rodovia dos bandeirantes até o posto SERRA AZUL deu até dó da Z1000, perdeu em tudo, saída, curva e final, quando o velocímetro meu chegava a 250km a Z1000 ia sumindo no retrovisor, nas saídas dos pedágios dava mais dó ainda 140km em primeira e o resto nem precisa falar né?
    O que eu disse é outra categoria, assim como no MMA, não da para colocar no mesmo ring Anderson Silva e Caím Velasques.
    O piloto Leandro Melo faz um bom comparativo, a B-king é comparável a um mustang, camaro e a Z1000 a um carinho japonês, tipo subaro, mitsubish.
    Abraço.

    • Carlos diz:

      Cara, vc tava indo bem, falando que ralo um amigo “noob” que com certeza nem sabe tocar moto potente, mais daí na hora que vc falou que não da pra colocar o Anderson no mesmo ringue que o Caim daí vc falou asneira, sou muito mais o Anderson Silva, Top do UFC peso por peso, e quanto ao comparativo das motos vc tem que levar em consideração não foi só avaliado a potencia, nesse quesito a B-king ganhou, o problema que foi avaliado o visual(com o que a B-king parece?), o sistema de frenagem( B-king não tem ABS? pena…), alem de dirigibilidade, distribuição de peso, etc…, ou seja, na avaliação final a Z1000 levou a melhor, GANHOU O TESTE, mais agora se vc quer discutir a potencia do motor, isso tem q ser com uma R1, de 180 cvs, daih sim vc ia ver o pau que a B-king toma no teste… acho que a B-king no conjunto geral perde até para hornet.
      Abraços !

      • Alexandre diz:

        Cara, ABS é desculpa para quem não sabe freiar. Na verdade ele é uma merda para quem realmente quer conduzir uma moto de moto esportiva.
        Seu achismo não vale nada. Comparar uma 1000 cilindradas com uma 1400 cilindradas é ignorância.
        Comparar R1 com B-King e vomitar asneira! Vejo que em poucas palavras não sabe nada de moto. Chegar a comparar uma moto de proposta Naked com uma Esportiva foi foda.

        Não chegou nem pilotar as duas e já vem com achismos sem fundamentos. Se for para quem anda mais, taco o pau na z1000 bricando com a bking.
        Na hornet, nem preciso ir longe, pego a ER-6N, a hornet só irá ganhar na reta, mas o mundo não é feito de retas. Nego já tenntou me acompanhar com a hornet, mas nenhum deles conseguiram me acompanhar no dia-a-dia, bem que tem gente que tenta.

        Faz o seguinte.. aprende a andar de moto primeiro, faz um curso, teste as motos e não fique só em argumentos fúteis.

    • Carlos diz:

      Amigo, quanta asneira pra uma mensagem só, então quer dizer que mitshubish é carrinho e chevrolet é carrão??KKKK , faz me rir né … dá uma olhadinha nesse lancer evolution X (http://www.mitsubishimotors.com.br/main.cfm/site/130/content/1/submodelo/55/) com 300 cavalos de potencia e turbocompressor é esse que vc tá falando que compara a Z1000? Ah bom, daí sim dá pra comparar, e a B-king com o camaro? camaro com aquela estética envelhecida, aquela frente de fiat 147? ah bom, daí sim vc pode comparar com a estetica da B-king. Cara, acorda, que a B-king é motão todo mundo sabe, tanto é que perdeu por apenas meio ponto para a modernissíma e estilosa Z1000, agora para de viajar na maionese um pouco.
      Abraços.

  • Sandro diz:

    Cara é bom de conversa, mas vamos ao que interessa, nao sei seu equipamento, mas que tal um desafio? Ponto de encontro poderia ser no Serra Azul da bandeirantes, diga a data e nos encontramos lá, tomamos um café e vamos pra pista.
    No aguardo.
    Abraço.

  • Walmir diz:

    Quanta discursão, galera! O fato é que das Naked, não há nada nem parecida com a B-King. Esta é show!

  • Mauricio diz:

    Coloca a CB1000R neste comparativo

Deixe um comentário

*