Novidades

Testes

Competição

História

Apresentação

Home » Comparativo

Comparativo: Dafra Apache – Honda CG Mix – Yamaha Factor

Enviado por on 6 de Junho de 2011 – 22:01111 Comentários

Duas veteranas do mercado e uma nova proposta: e este o tema desse comparativo entre a relativamente nova Dafra Apache 150 e as veteranas Honda CG e Yamaha YBR Factor. A CG tem nada menos que 34 anos de mercado, e em nada lembra o franzino modelo lançado em 1976: ficou maior, mais bonita, ganhou motor totalmente novo e até a injeção eletrônica flex, exclusiva na categoria. A YBR atual é fruto de dez anos de evolução e também fincou sólida estrutura no mercado, consolidada com a versão Factor que trouxe beleza para acompanhar suas grandes virtudes, como motor supereconômico e suspensões excepcionalmente bem acertadas para nosso solo.Neste comparativo colocamos essas motos em confronto, com uma particularidade: as três são participantes de nosso teste Longa Duração, ou seja, não são motos novinhas mas sim veículos com certa idade no lombo. Com essas três motos realizamos uma viagem-teste de 700 km, completando um leque de informações que certamente vão ajudá-lo a fazer a opção certa. Boa leitura, boa compra!

Estilo

Apache 8

CG 7

YBR 7,5

Se agrada a todos não sabemos, mas o fato é que a bola da vez no quesito estilo é a Apache. Na viagem-teste foi a que mais chamou a atenção e mereceu elogios, apesar de esquisitices como o spoiler detalhado demais e aletas do tanque de gosto duvidoso. Em compensação traz um painel magnífico (o item que mais lhe alavancou nota) e acabamento ao nível das rivais. Inexplicavelmente, as belas rodas de liga ficam devendo pneus sem câmara.A CG tem design atual, mas muita gente ainda torce o nariz para a carenagem de farol, que já mereceu até reestilização por parte da Honda. Mas a peça continua um pouco estranha, e não duvidamos que logo logo seja totalmente remodelada. Outro ponto discutível é o tanque de gasolina, pois na ânsia de aumentar a autonomia (ou mantê-la em nível aceitável ao se usar álcool) deixaram-no gorducho demais, sacrificando um pouco tanto a estética quanto o conforto do piloto, que se vê obrigado a manter as pernas abertas. O painel da moto ficou feio depois que surgiu o da Dafra…Por sua vez a YBR ficou bastante simpática quando ganhou a bela maquiagem de 2008 que a transformou em Factor. Agradou à maioria dos consumidores, notadamente na versão ED que traz rodas de liga-leve belas e seguras, pois além de fortes recebem pneus sem câmara, que de tão mais seguros deveriam se tornar obrigatórios por lei nas motos. A exemplo da CG, a YBR precisa ter renovado urgentemente o painel, pois ficou muito sem-graça diante daquele da Apache.

Desempenho

Apache 7,5

CG 8

YBR 7

A CG ganha na velocidade máxima, chegando a 109 km/h. Desta vez a velocidade da Apache ficou um pouco aquém daquela registrada no teste passado, com 107 km/h. A lanterninha, naturalmente (tem motor menor) foi a YBR, com coerentes 105 km/h. Na aceleração de 0 a 80 km/h deu CG de novo, com 13,8 segundos, contra os 14,3 segundos da Apache e os 14,8 segundos da YBR.Na cidade, isto se traduz numa só coisa: a Honda é mais ágil, mas seu motor é tão silencioso e suave que o piloto nem percebe a velocidade chegando. Ele acaba por se habituar a “andar forte”, e portanto é preciso ficar atento ao velocímetro para não infringir a lei. A Dafra acompanha de perto, mas como seu motor é mais rumoroso e vibrador, “informa” mais claramente ao piloto quando os giros vêm. A Yamaha fica um pouco atrás, mas também é uma moto excelente para o dia a dia, com a vantagem de ter menos sede que as rivais e a melhor desenvoltura entre os carros engarrafados. Na estrada, na prática as três podem andar praticamente juntas, com a ajudinha do vácuo no caso da Yamaha, que lhe permite ficar colada às concorrentes. Sem vácuo vai ficando pouco a pouco para trás, mas esses 2 ou 4 km/h a menos na velocidade não nos parecem um fator muito decisivo na hora de escolher entre uma ou outra moto.

Motor

Apache 7,5

CG 8,5

YBR 8

A CG usa um motor do tipo “não-tem-pra-ninguém”: é realmente impressionante o que o sr. Hiroyuki Itoh (mesmo projetista da linha RR) preparou para a Honda, obtendo uma máquina ao mesmo tempo potente, econômica e, sobretudo, extremamente suave e silenciosa. Equipado com eixo balanceador, sistema de comando totalmente roletado e alimentação eletronicamente controlada, mostra nos números e na prática que está num patamar acima dos rivais – ainda que o motor da YBR também seja moderno e exiba dotes semelhantes, até porque também tem eixo balanceador e um projeto relativamente atual.O motor da Apache representa uma guinada da Dafra a 180º em relação ao que havia na sua antiga utilitária 150 (a Speed, que utilizava mecânica Honda OHV, e deixou de ser fabricada). Ela traz um OHC com um jeitão Suzuki, talvez herança dos tempos em que a TVS, empresa indiana que projetou a Apache, tinha associação com a marca japonesa para produzir motos na Índia. O destaque é o sistema de ignição IDI (Inductive Digital Ignition), que de acordo com a fabricante garante duração de faísca seis vezes superior à do tradicional sistema CDI (Capacitive Discharge Ignition). Com isso a combustão se processa mais rápida e completamente, melhorando o funcionamento do motor e até reduzindo consumo e emissões.

Consumo

Apache 8,5

CG 9

YBR 9,5

Em geral a YBR gasta menos, mas se o piloto da CG diminui seu ímpeto para acompanhar a moto da Yamaha, vai aferir consumo praticamente igual – e ainda pode obter vantagem extra se o preço do álcool estiver propício na sua região. Pelo desempenho que oferece, pode-se concluir que a Honda aproveita melhor cada gota de combustível, o que era esperado pela maior precisão do sistema de injeção eletrônica comparando com o carburador, peça de museu. Com a ajuda do sistema IDI a Apache não fica longe em economia, mas seu maior peso em relação às concorrentes a prejudica um pouco.  As médias urbanas foram de 44 km/l (YBR), 42,5 km/l (CG) e 40 km/l (Apache), todas abastecidas com gasolina. Na estrada os números foram, respectivamente, 31,1, 28,1 e 27,8, mantendo-se a vantagem da Yamaha, mas com uma ressalva: os pilotos que a conduziram usaram e abusaram do vácuo das concorrentes  “maiores”, o que pode ter dado uma mãozinha à sua economia… Os tanques têm capacidade de 13 litros (Yamaha), 16,1 l (Honda) e 15 litros (Dafra), o que garante autonomias mais que suficientes e até causa uma certa queda de agilidade quando estão abarrotados de gasolina!

Câmbio

Apache 7,5

CG 7,5

YBR 7,5

O câmbio da Honda tem engates mais precisos e suaves, com a ajuda dos grandes coxins de absorção de choques da coroa. Mas a CG também traz a pior corrente, tipo 428 sem reforço, que mal dura 10.000 km. YBR e Apache são equipadas com a mais robusta corrente 428H, a mesma que no passado acompanhava a pequena Honda.Os câmbios de Yamaha e Dafra quase se equivalem – o quase fica por conta do sistema de alavancas da Apache, que sempre traz algum prejuízo na precisão dos engates, fato que em geral se agrava com o passar do tempo, pois as conexões vão se desgastando e folgas maiores vão surgindo.

Freios

Apache 7,5

CG 8

YBR 7

Todas têm freio a disco dianteiro, mas o que funciona melhor é o da CG, que trabalha com uma eficaz pinça de dois pistões de reação precisa, rápida e poderosa. Esquema semelhante tem a Dafra, que utiliza disco até maior, mas com resultado final um pouco inferior. O disco “lanterninha” é o da YBR, tanto pela pinça monopistão quanto pelo desenho do manete muito próximo da manopla, reduzindo o curso de acionamento e a eficiência do sistema. Atrás só tambores, na medida 130 mm. Os de CG e Dafra funcionam um pouquinho melhor que o da Yamaha, apesar de este ter a mesma medida.

Estabilidade

Apache 7,5

CG 8

YBR 8

Em asfalto liso a Honda leva uma pequena vantagem, por ter as suspensões mais rígidas combinadas a ótimos pneus (com a providencial câmara Tuff Up autoreparadora no traseiro). Mas lhe faltam pedaleiras retráteis (como as da Dafra), o que evitaria situações de risco no limite de inclinação. A Yamaha exibe suspensões muito estudadas para nosso solo: são as mais macias mas não prejudicam a estabilidade – ou seja, foram utilizadas molas bem flexíveis, mas compensadas por acertos na hidráulica e pneus exemplares. Foram as mais elogiadas por todos os pilotos do teste.As suspensões da Dafra, apesar dos exclusivos amortecedores traseiros com reservatório externo de gás, agradaram um pouco menos a todos os pilotos envolvidos neste teste, sendo apontados até pequenos balanços em curvas de alta, nada muito comprometedor.  ConfortoApache 7CG 7YBR 8Olha as suspensões da Factor brilhando de novo! Mesmo com 22.000 km nas costas ainda garantem conforto a piloto e garupa, sem falar que a moto da Yamaha traz o melhor banco, largo e com espuma bem acertada. O motor Honda traz muito conforto à pilotagem, com maior torque e suavidade operacional, mas muitos consideram que a fabricante exagerou na firmeza de suspensões e do banco, sacrificando o conforto principalmente em pisos esburacados e em longos trajetos sem descanso. A Dafra fica num meio-termo, com suspensões e banco de maciez mediana, mas com o motor um pouco mais áspero e vibrante – sem falar na posição de pilotagem mais esportiva – e cansativa – que a das rivais, as quais privilegiam principalmente o conforto e a praticidade de uso, com guidões mais altos e pedaleiras mais à frente.

Painel

Apache 9

CG 7

YBR 7

Os painéis de YBR e CG têm o mínimo necessário, com velocímetro, marcador de combustível, hodômetro total e parcial e várias luzes-espia. Na Honda, há como extras faixas de utilização de cada marcha e as luzes-alerta do sistema Mix. O painel da Apache é de um nível superior, inspirado em motos maiores, mais modernas e esportivas. Traz dois hodômetros (parcial e total), relógio, indicador de combustível, indicador de carga de bateria, programa de alerta de manutenção, contagiros analógico, registrador da velocidade máxima alcançada e marcador de tempo de aceleração. E à noite revela uma iluminação excelente e com controle de intensidade, luxo só. Eficaz e de custo quase zero é a moldura do contato luminescente, uma sacada interessantíssima e que facilita mito colocar a chave no contato à noite.

Sistema Elétrico

Apache 8,5

CG 7,5

YBR 8

Os faróis de todas têm lâmpadas halógenas de 35W, mas o refletor da Honda apresenta resultado prático um pouco melhor. Só a Apache tem um sistema que pode reduzir a potência do farol durante o dia, o que deve aumentar a durabilidade da lâmpada. Somente esta moto e a Yamaha têm interruptor de emergência do motor e lampejador do farol alto, faltas inacreditáveis da CG, que usa comandos bem antiquados. Mas o lampejador da YBR não funciona quando o farol baixo está aceso, devido a um inexplicável erro de projeto. As baterias de CG e Apache são seladas, enquanto a YBR ainda traz uma antiquado modelo que requer manutenção constante e ainda pode derramar ácido. Botões de piscas desarmáveis por um toque há em todas. As melhores buzinas (sim, ela tem duas, com sonoridade agradável) são as da Dafra, a única que possui ainda lanterna traseira com leds.

Mercado

Apache 6

CG 8

YBR 7,5

A Honda continua a mais forte no mercado, mas é notável como a Yamaha cresceu e se consolidou, de modo reforçado a partir da reestilização. A Apache ainda está conquistando seu lugar ao sol. No 1º quadrimestral de 2011 a CG abocanhou 35,6 % do segmento, a YBR 10% e a Apache 1,3 %. Tais números indicam um crescimento da Apache neste ano, da ordem de 0,3% face ao nº de vendas de 2010, crescimento este feito em cima de ambas concorrentes em proporções diferentes pois Yamaha perdeu 0,6% enquanto que Honda apenas 0,1% diante do resultado do ano passado.

Conclusão

Apache 84,5

CG 85,5

YBR 85

Neste inédito comparativo de motos usadas nos nosso Testes de Longa Duração, percebemos que tanto a YBR quanto a CG, notadamente esta última, sofreram muito pouco com o passar do tempo e dos quilômetros. A Apache igualmente foi bem nos seus primeiros milhares de quilômetros, apesar de, ao final da viagem-teste reportada a seguir, ter apresentado um motor mais ruidoso. Um bom trunfo para a novidade, que infelizmente não se concretizou da maneira que esperávamos (leia-se: a moto ficou cara!), seria o preço. A Dafra custa R$ 6.550, não muito longe do valor de uma CG 150 Titan ES Mix, por R$ 6.781, e do que pedem pela YBR 125 Factor ED, R$ 6.988. Mas, ao menos em cidades como São Paulo, uma vantagem da Dafra é a pouca procura por assaltantes!Topam tudo! – Além de enfrentar o teste Longa Duração, com diferentes pilotos de diferentes estilos de pilotagem torturando-as no dia a dia, estas motos encararam uma viagem-teste de 700 km pelo interior de São Paulo.O roteiro incluiu até 40 km de terra, onde a YBR foi a preferida graças ao maior conforto e às suspensões melhor calibradas para a ocasião.

LEIA TAMBÉM:

111 Comentários »

  • Lohan diz:

    Teste meio duvidoso, sempre tendenciosos a honda.Vejo que vcs nao devem sair as ruas e ver oque realmente esta acontecendo, nao tenho nenhuma das tres, no entanto oque se ve e uma invasao de Apaches.Isso mesmo a Dafra acertou com essa moto, que sem duvida e superior as outras duas ai do teste.

    • Sergio diz:

      Foi-se o tempo em que a Honda podia nos tratar como verdadeiros palhaços vendendo motos a R$30,000 sem marcadores de combustível. Hoje nós brasileiros estamos mais “inteligentes”, não deixando cair no papo dos vendedores da Honda que insistem em dizer que CG tem mais mercado, CG tem nome…blá blá blá. Queremos motos não bicicletas motorizadas. Parabéns a Dafra que nos vende motos completas e com preço acessível para o nosso país!

      • alexandro diz:

        eu estou comprando um motos 0k e sem duvidas eu fui direto na dafra comprar a apache moto perfeita com estilo gostei muito dela não tem esse negocio de honda e melhor ou yamanha hoje em dia o mercado de motos esta inovando para melhorar desenpenho consumo e a dafra não ficou pra traz inovou tanto que lançou a apache a rivas e tantas outras parabéns a dafra pelas belicimas motos na hora de comprar a sua moto não va por essa de marca boa e essa ou marca boa e aquela veja o que e melhor pra você

    • Tiago diz:

      A apache só não é melhor por causa do preço de mercado, só isso. E se colocasse risco de assalto??? acho que a honda e yamaha perderia m feio!!!!

    • edson diz:

      yamaha essa marca sabe fazer motos,mas o preço ta caro demais 6 mil taria otimo completa,queria ver yamaha xtz 150cc ou ybr 150cc,seria maravilhoso mais opçao.

    • leandro diz:

      adorei a moto apache rtr 150 da dafra,otimo preço,custo beneficio,esportiva eh cm uma aparencia chamativa,adorei a comparação cm as concorrentes da categoria,pena q a factor éh 125cc,+cm um preço bm a desejar,a cg150 honda éh a+vendida hj em dia,a preferida dos consumidores,a apache éh nova no mercado,cm a dafra ñ éh muito valorizada no brasil,ainda sim ela tm uns produtos a desejar eh cm um valor eh beneficios bm convincentes,ainda ñ tenho moto,+a primeira q eu tiver vai sr a apache,cm certeza,o gosto vai d cada um,ñ tenha medo d comprar,c ñ,vc nunca vai tr coragem d seguir em frente!!!!!

    • Edi diz:

      Meu caro Lohan, o pior cego é aquele que não quer ver, pois uma motocicleta que custa mais caro e as pessoas ainda em grande maioria preferem ela é porque comprovadamente é melhor, mas o mercado precisa de gente como vc que esperimenta coisas novas como apache! Bom proveito camarada!

    • Tiago diz:

      Galera, Tenho uma Apache e a moto é simplismente sensacional, Bonita, rápida, ótimo custo-benefício, macia, é uma guerreira trabalho todo o dia com ela já cansei de deixar titan, fan, yamaha comendo poeira… O único incoveniente realmente é o ponto morto do câmbio, mas isso nãoatrapalha em nada, acredite meu cunhado tem um fan e fica babando pela minha apache, vivemos em um momento de revolução, é hora de adar adeus a essas bicicletinhas da honda, que custam um absurdo e não oferecem nada para quem compra, só quem tem uma apache sabe do que estou falando..

  • vicente diz:

    que bom que temos opções agora,falta apenas a kasinski continuar sua ampliação de concessionarios,a Suzuki lembrar que aqui não é a China e atualizar sua pobre yes.Mas bem q na yamaha alguem poderia dar um murro na mesa e dizer:_vamos trazer a fz para o Brasil..

  • Rocão diz:

    A Titan está anos-luz à frente do restante. Em motor, suspensão e em suportar o passar dos anos com cara de jovem.

    • Vitor diz:

      Suspensão superior? Motor? Acho que vc não sabe que a Apache possui SUSPENSÃO TRASEIRA A GÁS, que apesar do teste depreciar essa vantagem muito tendenciosamente, ela é muito superior ao da Honda, mas não realmente ao da Yamaha. Possuo uma apache e não troco por CG nenhuma, e mostrar esses preços aí que na verdade são sugeridos pela Fabricante não adianta de nada. Afinal quero saber quem consegue comprar uma CG Mix por menos de R$8.000! Moro praticamente do lado da montadora da Honda de Manaus, os preços dessa moto por aqui são de R$7.500 até R$8.000, a Apache vc encontra de no máximo R$7.200, isso é um absurdo! Fica a dica pros bestas que adoram falar “ronda é ronda” ou “moto é ronda”, experimentem mais e falem besteira de menos!

  • Damião Paz diz:

    Boa tarde,

    Em alguns pontos eu discordo, pois em velocidade final a Factor da 120km/h brincando e a favor do vento já coloquei 130km/h… impressionantes marcas, como já foi possível colar o ponteiro em uma descida não muito íngreme, mas bastante longa. (Nada mal para um motor 125 que comparado as das rivais anda até bem. Uma informação errada, o lampejador da Factor não funciona quando o farol esta alto, mas quando esta baixo funciona perfeitamente, porem também concordo com o fato de, não funcionar quando o farol esta ALTO.

    Das demais informações sou a favor… Muito bom o comparativo.

    Obrigado.

  • evaldo diz:

    O melhor teste de moto ainda é o da revista moto, pessoalmente falando é o que oferece mais detalhes e críticas aos modelos. Apenas gostaria que as fichas tecnicas e tabelas de desempenho fossem mais visíveis,Da pra fazer maior?

  • Eudes diz:

    O conjunto da Yamaha parece mais acertado, porém por ser uma 125cc e por ter maior preço entre as concorrentes, fica em notável desvantagem frente às 150cc. Talvez seja interessante a Yamaha rever o posicionamento de seu produto, que é bom, mas está em desvantagem comparado à Honda e à Dafra.

    • fernando diz:

      si tratando de motos de baixa cc a dafra ta dando um show nas rivais, no mais que a yamaha ja ta passando da hora de mudar o motorzinho da ybr pra 150cc, na minha opniao a dafra ta sendo melhor ja que a velocidade final das 3 sao quase a mesma e em questao de designer a apache ta na frente, e si tratando de compra a dafra ainda nao tem nome no mercado como a yamaha e a honda, mas eu particulamente nao compro uma moto pelo nome e sim pelo o que ela oferece.

  • Antonio Américo Filho diz:

    Comprei uma Apache para meu filho e não me arrependo nem um pouco disso. Dou minhas voltas com ela e estamos muito satisfeitos. Além do visual diferenciado, nos itens dinâmicos ela não fica devendo nada para as japas citadas.

  • Rogério Kozima diz:

    Com certeza, as motos fabricadas hoje em dia já não têm um preocupação muito grande com a durabilidade. Se até as honda estão dando problemas precocemente com o desgaste do motor imagine só essas motos indianas… Embora o custo de reparo nao seja excessivamente alto, nao devemos esquecer o preço abusivo praticado pela yamaha em peças de reposição. Já essa moto da dafra, muito me pergunto se haverá peças para suprir as motos que darão problema futuramente. Aqui onde moro se alguem precisar de um pisca de uma apache ficará na mão. Tenho uma today 94 e nem passa pela minha adquirir motos como da Dafra ou Yamaha… todo dia ela pega na primeira partida, nao baixa óleo e o cambio é uma manteiga. Não acredito que essas motos cujas peças tenham procedencia chinesa, coreana ou indiana aguentem o cacete que as motos da honda aguentam. Principalmente minha Today!!
    abraços!

  • Alessandro Brandão diz:

    Faltou só a Kasinski nessa briga em , ai a coisa ficaria mais interessante , tendo visto que nessas mesmas paginas ela ja mostrou a que veio …..ou o brasileiro está começando a entender que nem sempre o caro é o melhor , ou o bolso está mesmo mais vazio , passou da hora de abrir o olho.

  • Olha, o visual e o projeto da CG é um desrespeito ao consumidor brasileiro. Os da Apache e da Factor são infinitamente melhor e mais moderno. Sem contar o nível de acabamento das motos em geral, principalmente dos comandos de punho.

    O sistema mix é uma fraude onde a baixa taxa de compressão do motor 9,5:1(a Factor tem 10,5:1) mostra que seu motor não é resistente e não funciona como deveria com o etanol, visto que o ideal, segundo engenheiros, é de, no mínimo, 11,5:1.

    Quanto ao conforto, é inegável a superiorida de Factor, até a resistência e a dimensão das suspensões traseiras.

    Enfim, eu gostaria ver um teste comparativo de longa duração, pelo menos 50.000 KM entre as 125cc e 150cc do nosso mercado. Assim veríamos o que realmente acontece nas ruas e no dia a dia, onde a Factor tem fama de inquebrável.

  • Nivaldo diz:

    meu tenho um FActor e nao arrependo de tela comprado, motivo do modelo e valor de mercado.Pra voçe comprar um Honda e nao ter seguro e complicado e uma Apache as concessionarias Dafra e peças no Mercado deixam a desejar, porem ate que a moto e bonita. Mas 125 e 150 para andar na estrada e evitar de ser atropelado por um carro 2.0 ,prefiro motos de maior cilindrada, alem de maior estabilidade e segurança, da maior conforto ao condutor. O que e decepcionante e o valor dessa motos de baixa cilindrada, que tem poucos opcionais e um custo caro.

  • Marcus diz:

    Tenho uma factor e achei o teste bem explicativo e também um pouco tendencioso para a honda, mas concordo com boa parte dos pontos.
    Acho a factor muito confortável, anda bem, só não pude constatar o consumo ainda porque está com pouca quilometragem (4500km) e com o melhor design entre as três, não sei o que ta acontecendo com a honda.. Que farol é esse meu deus?!? Até na hornet acho que pecaram feio.. Também não simpatizo nem um pouco com o farol da apache, mas gosto é gosto.
    Enfim, estou muito satisfeito com minha factor, o único desgosto é o fato de ser uma 125cc e essa maldita carburação.
    Aguardando ansiosamente as 150cc e injeção eletrônica.

    Damião Paz, cuidado porque o que é mostrado no velocímetro não é a velocidade real. Ainda mais quando passa dos 100 km/h, o erro fica por volta de 15.. 20km/h..

    evaldo, basta clicar nas imagens das fichas técnicas que elas ficam maiores.. =P

    • ronei diz:

      Eu tenho uma dafra apache, curti muito essa moto mais mesmo assim ela ainda é fraca perante a cg, a factor não posso falar nada nunca andei buma factor. A apache é bastante forte não é muito boa pra velocidade por que é 150 mais ela tem o melhor dsiner de todas as 150s do mercado.

  • ademir -porva@hotmail.com diz:

    eu tenho uma apache ha minha nao deu probla mas as peças sao muito caro nao sei porq porq ha moto e´´ barato eu acho que eles quer guanhar hencima das peças mas ha mato e´´ boa

  • Vinícius Fainelo Andrade diz:

    ja andei nas tres motos citadas e não tenho duvida que esse comparativo é tendencioso, a honda esta com medo de ter que investir mais em tecnologia para dar mais conforto aos seus clientes. Ainda bem que os brasileiros estão ficando mais espertos e enxergando as novidades do mercado. Se voce se deixa levar por esse tipo de comparativo te dou uma dica:Ande em uma apache e verá a diferença para as outras.

  • Marcelo diz:

    TESTE MUINTO DUVIDOSO PORQUE A PRIMEIRA MOTO A CHEGAR NO MERCADO COM O LEVEMENTE MASI MUINTO MACIO E NEHUM BARULHO FOI a ybr lembrando tambem que a injecao eletronica tabem foi a yamaha

  • samuel de sene diz:

    olá, muito bom os testes mas vale lembrar que ja andei nestas tres motos alcancei maior velocidade na apache,na arrancada perde muito pouco para a cg devido ao sistema de transmissao, mas ela ancança 120km/h antes que a cg e ybr e mantem muito bem a velocidade em subidas mesmo seu peso sendo maior e com pneus mais largos.uma mudança no tamanho kit relaçao poderia melhorar sua arrancada e superar facinho as cgs.

  • adolfo diz:

    Qual das duas motos correm mais e qual é a velocidade maxima das duas; Apache 150, ou a CG 150 titan e qual das duas é melhor?

  • Jefer diz:

    Sou aficcionado pelas YAMAHAS, tenho uma XTZ 125 2010, mas nesse caso eu boto fé na Apache, a DAFRA vai botar pra quebrar, é isso aí abaixo monopólio honda!

  • silvio diz:

    voces querem acabar com o monopolio da honda e yamaha mais essas moto clandestina só quebra kasinski dafra etc.
    honda e yamaha o resto é resto.
    sem contar a cabeçona da apache

  • Renan de souza diz:

    o pneu da apache e o Pirelli Sport Demon 100/80-18 que é TUBELESS
    ou seja sem camera vcs enfatizam que o pneu da apache e com camera

  • luciano diz:

    Meu tenho uma apache e digo com toda segurança essa e a moto e tem um motor que vale a pena,depois da apache vem a factor,
    moto honda ja era .

  • Jardel diz:

    Muito legal os comparativos, valeu pessoal!!

    • Nando diz:

      o grande problema nitidamente observado é na hora de se revender a moto, afinal ninguém quer passar dez anos utilizando a mesma moto, e ai é que está o problema, a perda em relação ao preço que se comprou a moto quando nova é muito grande na hora de revender nos casos da dafra e yamaha, sem falar da dificuldade que é encontrar um comprador pra dafra, e isto é fato, é claro que ninguém aqui tem conssecionária de moto todos querem as motos para utilizar, mas no meu caso eu penso na dificuldade que é revender uma shineray ou uma dafra; imagine você está afim de comprar uma outra moto, obviamente mais potente e mais moderna, mas não quer ficar com duas motos ao mesmo tempo, então terá que esperar até vender a atual para comprar uma outra moto. Pra mim é algo a se pensar.
      Se analisarem perceberam que a superioridade comparativa da honda só se dá nas motos de menor cc, logo quando a comparação é com motos mais potentes a coisa muda de figura.

      • mc adiel diz:

        Na minha opinião não existe moto ruim de mercado, sempre tem alguem com a corda no pescoço precisando de dinheiro, é facil passar uma dafra para outra marca mais forte e de ano também desde que tenha o requisito dinheiro, a negociação fica completa, com um pouco de dinheiro voce sai dela facil.
        mc adiel

  • denis rj diz:

    oi pessoal!!! sempre tive motos da yamaha e honda e as duas sao boas, agora tenho uma apache, a moto e muito boa e a melhor moto da dafra tirando a cyticom 300 que tb e muito boa, mas na verdade depende muito de quem anda com as motos

  • jefferson diniz diz:

    na boa…fiz aquisicao de uma apache e cofesso que me amarrei…ainda tem alguns itens a serem melhorados e verdade,mais afinal de contas nem os japoneses conseguiram melhorar a sua em 100 por cento, em relacao a motor e inegavel que eles estao anos luz na frente…mais eles que se cuidem..sao outros tempos,antes so haviam eles,agora tem concorrencia meus amigos….abri o olho oh japarada…rsrs!!!

  • Vinicius BH diz:

    Sempre acompanhei motos sou facinado por esse mundo de duas rodas! pretendo comprar a minha primeira moto, e nessa minha indecisão ainda bem q a dafra lançou a Apache em parceria com a TVs q pra quem não sabe a Apache não é da Dafra! e posso admitir vou comprar a Apache sem duvidas ela tem mas itens e sobra tecnologia sem contar um visual agradavel, antes disso pretendia comprar um Yamaha! q nao minha opnião ja estao dando um pau nessa Honda, monopolio acabou Honda onde somos obrigados a comprar essas carroças mal acabadas!

  • Não é por nada não! Mais eu sou mais a APACHE. Venha o que vinher! Dale Apache!

  • jean paulo diz:

    Bom,comprei minha apache ontem,e me agradei muito com ela com o desempenho a aparencia e principalmente o preço néh..
    é uma moto pra não por defeito yamaha e honda q se cuidem viu..

  • luciano diz:

    achei esse teste muito querendo vender o peiche da honda.
    honda de hoje não é mais a boa honda dos anos 90. tenho motos honda a 15 anos, a cg150 que comprei na loja veio cheia de defeitos. como vazamentos no motor e problemas nos rolamentos e com poucos kilometros, começou a baixar oleo

  • luciano diz:

    não sei se a enjeção eletronica é uma vantagem, porque meu amigo ja gastou mais de 1.000 reais na cg150 dele, por causa dos péssimos combustiveis brasileiros. hoje a honda vende motos preistóricas, caras e de baixa qualidade, se aproveitando do monopolio que ela criou.

  • luciano diz:

    depois de pesquisar em varios sites eu vou comprar uma moto apache,
    eu dei uma olhada na apache e vi que minha moto cg150 parece uma carroça. para quem não sabe a apache não é da dafra, ela é fabricada pela TVS. eu vi o site da TVS, eles tem motos muito boas. tem até uma apache 180 que da pau em qualquer twister ou fazer.
    a dafra deveria parar de brincar de fazer motos e começar a trazer as motos da TVS, assim iria derrubar o monopolio da honda.

  • boabi diz:

    compra uma dafra e tenta trocar por outra eles nao pegam na troca…ou tenta comprar uma peça da apache na propia drafa. peça daapache em loja nao autorizada kkkk nem pensar eles nao tem….

    quer acertar e nao ter dor de cabeça..honda ou yamaha eu tenho as duas …uma cg 2011 e uma jx6 2010

    espero ter ajudado.

    abraços!

  • weslei de freitas borges diz:

    minha twister tem cambio duro, mecanico mexe,mexe,nada monopolio.

  • Samuel diz:

    Olha, eu leio vários comparativos sobre a apache, desde antes de comprar a minha e sempre vejo a mesma coisa, a honda e a melhor e a yamaha é a segunda melhor, até a comet 150 [com seu freio borrachudo] já foi posta na frente da Apache, mas eu, como proprietário de uma, ja com seus 11.000km rodados digo que até hoje nenhuma CG nem YBR me deu trabalho, todas andam menos que a apache, eu não sei de onde saem esses números, mas na “vida real” eles não se realizam. Inclusive amigos com motos maiores já andaram na Apache e acharam ela “melhor do que esperavam de uma 150″.
    Tenho que concordar que na CG e na YBR a gente compra peça em qq lugar [nem sempre de boa procedencia, mas não fica na mão], enquanto na dafra vc tem mais dificuldade. Agora no quesito desempenho, pra mim, a apache é superior, e o dia que a dafra resolver trazer a versão injetada pra cá, a CGzinha vai passar aperto… pq ai eu vo querer ver vcs dizerem q a apache vai andar menos…

  • eu possuo uma apache a mais de um ano com seus 14 035 km rodados, sem problemas,na minha opinião é sem comparação, definitivamente a melhor 150 cc do mercado. como o samuel disse não sei de onde esse pessoal tira esses numeroa tao falsos e conisentes com os interesses da honda e yamaha de difamar as qualidades da apache rtr – que é TVS e não dafra que fabrica, como nas motos da MV augusta e BMW a dafra so faz montar e revender aqui no brasil, mas toda sua qualidade vem de seu fabricante original- Não é por nada não mas em BR´s 125 cc e 150 cc nehuma me surpreende, ate um primo meu que possui uma cg 150 sport – na minha opinião a unica 150 cc da honda realmente boa – não me supera e ainda deixo ele na poeira. a minh chega a atingir 130 km/h no plano e descendo ja passa dos 140 km/h esta registrado 142 km/h. sem falar de seu dsigner superior a qualquer uma. a Honda e Yamaha devia começar a se preocupar em melhorar a qualidade de seus produtos e não tentar criticar as dos outros dor de cutuvelo

  • nadson diz:

    cara nao tenho que falar da apache e uma grande moto ja tive uma cg 150 e uma ybr mas a apache mim surpreendeu comprei e nao mim arrenpedir linda; confortavel; economica e veloz amei obrigado dafra que mas apache venhao por ai com cilindrada maioris

  • luciano souza diz:

    Não é puxando sardinha pra minha não, mas tenho uma apache ano 2010 a mais de uma ano e digo com toda certeza baseado em mais de um ano de pista direto em BRs e cidades, inclusive rurais que que mesmo a factor possuindo um bom conjunto equilibrado e a cg 150 supostamente com seu motor potente, nehuma das duas superam minha moto em potencia, ja suprei os 140 estou no painel com 142 km/h salvo e nehuma me acompanha. ja dei pau montado de garupa em factor e superei e muito uma cg 150 esport (a melhor 150cc da honda apesar de ter saido de linha) a apache é a melhor 150 cc atualmente no brasil!

  • everaldo sousa diz:

    na minha opinião só ta faltando uma coisa,freio a disco na trazeira eu não suporto mais ficar trocando lona.

  • Edgar diz:

    Faltou a Yes que pra mim e a melhor de todas, estou na 3 moto e nao tive qualquer problema e nem na hora de vender, excelente moto.
    Comentario sobre a Honda, e uma porcaria de moto, so serve pra entregar pizza tanto a titan quanto essa 300,onde ja se viu uma 300 com freio tambor na trazeira??? nao tem conforto e nem recursos, antigamente a Honda bancava o mercado porque so tinha ela e a Yamaha de longe, tinhamos que engolir goela abaixo, mas agora temos opcao de escolha,quebrando os paradigmas.Um viva para outras marcas.

  • Pianta diz:

    Bom pelo que venho acompanhando a ybr da um banho na Honda 150, o motor a correntinha roda perfeito, coisa que a honda não conseguiu até hoje acertar, esse motor da yamaha é muito melhor com certeza…é só conversar com mecanicos que atende as duas marcas, vai ver que a manutenção da honda acontece mais frequentemente que as yamaha, em design a yamaha arrebenta com a 150 power ranger, agora em relação a apache é até bonita a moto, mas prefiro a nova 150 da Dafra a RIVA, essa sim tah bonita hein…acho também tendenciosa principalmente com fala de motor da 150 da honda…se querer saber a respeito das motos tirem suas dúvidas com mecanicos que atendem as duas marcas.

  • leonardo diz:

    acho que a honda de tanto ver voces reclamarem lançou a 150 – 2011 e a 2012. e agora mudou o visual pra voces pois ja tenho a minha e nao me arrependo de nada experimentem a 2012 agora pra voces verem o que e suspensao o que e conforto o que e tirar com as gatinhas. quer dizer tirar onda de honda pq a honda tem respeito ao seu consumidor tomem vergonha rapazes e deixem de inventar moda…….

  • hugo diz:

    “Cara, sei não ou as revistas tão puxando sardinha pra “h” e “y” ou então sou eu que tõ desavisado, mas tenha minha apache com 16500 rodados e até agora somente problemas normais, óleo, relação… e veja algumas pessoas nas suas apaches e sempres pergunto sobre a mesma, as respostas são sempres positivas, principalmente daqueles que trocaram de marcas “famosas”. A verdade é que a proposta desta 150 é ótima, designer, esportiva, farol trazeiro em led, um lindo painel digital e principalmente seu sistema de partida, o que pesa contra no meu ver é a questão de peças que está um pouco acima das tradicionais, mas, também a rtr apache é moto top no dia que a honda colocar 50% do que tem de itens na apache, a cg deve ficar em R$9.500,00 pra cima. O pior num é nem isso, quando é honda que estraga “puts, fulano num sabe pilotar”, quando é dafra “Caral…, moto fulera, num presta”, … Agora assim, se eu chegar a mexer com office boy ou outra coisa ai eu compro, o que mais tem é mercado paralelo de peças da honda, mas como eu disse: vamos parar de desmerecer as marcas que querem nos oferecer produtos novos, senão vamos ficar a mêrcer de “y” e “h”… ou seja preços caros e pelados!!!

  • Diego diz:

    Sei la…
    To em duvida entre apache e factor…
    honda tem em todo lugar, enjoa ver e ser só mais um que tem por ae.

  • hamilton diz:

    concordo com lohan, se dependesse da honda muitos motociclistas de hoje estariam ainda de bicicleta, pois a facilidade pra comprar uma dafra é muito maior. tem varios jovens e pais de familia que vaem e voltam do serviço em cima de uma dafra.

  • nal diz:

    vc é maluco dizer q a 150 h. é silenciosa vc deve tá puxando o saco da ho.vamos falar a verdade a ybr ganha nisso vc tá a moto mais macia do brasil é a yamaha

  • cesar toledo diz:

    A Yamaha YBR Black Edition está arrasadora, bela moto. Essa Apache aí também me agrada. Meu único medo é o pós venda, manutenção e peças da Dafra.

  • andre diz:

    to na mesma duvida do amigo ai emcima !
    to só esperando pra saber qual vai ser da nova dafra NEXT ! e claro, to lendo sobre a riva 150 tbm ! o problema da DAFRA É A REVENDA! perde mt valor !

  • Bonifacio lima diz:

    Gostei muito deste teste vai me ajudar na escolha. Nao gosto de honda;a moto e boa mas gosto e gosto, nao e? Pra falar a verdade sou doido pela apache, e linda mas tinha medo de pegar uma bomba. depois desse teste vejo que ela nao fica muito atras de H. e Y. e ate chega a ganhar delas em alguns quisites. DECIDIR VOU DE APACHE.

  • Raphael diz:

    Bom, gosto é gosto e não se discute ! É analisado vários pontos quando se compara moto por moto e, obviamente, cada um defenderá a moto que possui. Claro que a HONDA tem tradição, YAMAHA também, porém nós brasileiros devemos nos alegrar por novas opções (DAFRA) chegarem ao país, nos dando mais opções, pois cá entre nós, já tive 6 motos de 125 a 250 CC das marcas HONDA, SUZUKI e YAMAHA e digo, quando der problema meu amigo, não tem tradição, estamos ferrados, mas a munutenção da YAMAHA e sua peças são CARÍSSIMAS !!!! A HONDA de uns anos pra cá tem deixado a desejar, pois as motos apresentam problemas de todos os tipos precocemente, a exemplo da YAMAHA, por falta de mercado a SUZUKI também. Enfim, o brasileiro ainda têm preconceito com o que é novo, como a DAFRA, foi assim cm a HYUNDAI, CHERY, JAC, TOYOTA (Todas montadoras de carros) e vai ser assim com as motos. A questão é, se você cuidar muito bem da sua moto respeitando seus limites, independente da marca, ela terá durabilidade e devemos sempre ao comprar nossa moto analisar nossa necessidade, peças de reposição, manutenção e etc. Hoje em dia as marcas se equivalem, mas devido o império da HONDA e YAMAHA, logicamente terão algumas facilidades e devemos ser coerentes fazendo uma boa pesquisa antes de adquirir a moto, converse com quem possui e analise os pós e os contras.

  • Gílberte diz:

    Este papinho de Honda tem maior valor de revenda, está a mais tempo no mercado, já passou do tempo, a volks usou este mesmo argumento para manter a kombi, bastou entrar a besta e vimos o que aconteceu no mercado das vans. já tive uma cg que só me deu dor de cabeça, tive dois modelos bons da dafra e atualmente tenho uma apache, que além de linda, barata, deixa até os modelos superiores da honda no chinelo. faça um teste e veja a estabilidade, arrancada e conforto desta moto.
    ou continuem bancando o lucro da honda e andando em bikes bicomnbustivel.
    Gílberte

  • Marcos Alberto diz:

    Quem tem uma YAMAHA não quer outra marca. Tenho uma factor YBR 125cc a moto já tem 3 anos e está semi nova. E olha que eu moro em Itanhaém, aqui o ferrugem come frouxo. Mas eu lavo ela semanalmente, lubrifico, troco óleo a cada 1500km e passo cera de carro. Os pneus são os originais ainda, e aguenta mais uns seis meses. Nunca furou e a moto nunca me deixou na mão. A unica coisa que eu fiz nela agora foi
    colocar uma bateria nova. Também depois de três anos! quer o que? Quem vai comprar moto pela primeira vez, e está na duvida qual a moto comprar. Pode comprar de olhos fechado uma Yamaha e eu assino em baixo. A Honda um monte de gente reclama. As motos que são boas de qualquer marca são as grandes apartir de 600cc das 125cc é Yamaha.

  • RODRIGO PINHEIRO diz:

    Olha só,concordo em alguns pontos sobre a cg e tal,pelo q tenho visto tbm com a ybr(q alguns amigos meus tem e pelo q noto e uma boa moto tbm),mas realmente nao me agradou mto as ultimas cg´s no quesito design.Bem,eu tinha uma CBX Strada 200 cc 1998 há uns 3 anos atras,boa moto e tal(embora por fazer o motor)dae resolvi trocar e comprei uma CG Sport 150,q é uma excelente moto,nao tenho o q me queixar,porem qse comprei a Apache,mas fiquei com o mesmo receio de mtos ae pela dificuldade de encontrar as peças e tbm o preço.Mas é uma moto linda,sem duvida.Mas lhes digo que por enquanto eu sou HONDA e não abro…

  • Flávio diz:

    amigos é o seguinte hj em dia virou moda falar mal da honda mas a maioria q critica nunca abriu um motor na vida ou melhor nunca viu um motor aberto mecanicamente falando as titan são superiores as outras tanto em durabilidade quanto em desempenho
    issu não quer dizer q as titan não tenham defeitos tem sim painel pobre alto indice de roubo entre outros mas c vc quer uma moto p rodar anos sem mta dor de cabeça vai de titan minha primeira moto foi uma cg ano 81 sabe qdo q ela pediu retifica em 2001 ja com 20 aninhos de idd e qdo eu abri o motor surpresa o pistão ainda era stander nesse tempo td só fora trocado os anéis
    as vezes vc pode não ter a msm sorte e pegar uma zerada e da pau com 6 meses mas a vida util dessas motos em geral é mto grande e por estar a anos em produção vc consegue peças paralelas de otima qualidade o que diminui o custo de manutenção

  • Jhonny diz:

    Tenho uma apache a quase 1 ano e o que vejo e percebo “avalio por eu” é que a apache é melhor não é puxa-saquismo nem por que é a que eu tenho, Posição de dirigir, manobrabilidae em centros urbanos velocidade final, arranque, sem duvida e a moto ainda é 20 kg maior que esses grilos de cidade citados, não tem como comparar mesmo só andando de Apache é que entenderãoo que eu to dizendo. e tem mais a moto na minha opinião é feita para pinhão de 14 dentes tanto que com esse continua arracando mais rapido e ai meu filho a velocidade final fica lá nos 135 km de peito no vento.

  • Vantuil diz:

    Eu já tive a CG e YBR, agora tenho a Apache. Acho que os brasileiros tem que parar de comprar as carroças que nos são eternamente oferecidas pelas indústrias nacionais (serve também para carros) a preço de ouro e qualidade inferior. Para quem quiser uma moto boa, com comforto, economia (no preço e combustível) e qualidade pode comprar, sem medo de ser feliz, a Apache da Dafra.

  • Raul Leopoldo diz:

    Andei em todas antes de decidir qual comprar, nenhuma outra tem o conforto da Apache… Moto muito bonita e confortável… Já rodei mais de 12.000km com a minha, fiz as manutenções regulares e nunca fiquei na mão… Viajo todo mês com minha moto, com punho colado, inclusive já viajei de Brasília até o Rio de Janeiro com ela, sem nenhum percalço no caminho… O motor ficou levemente mais ruidoso com o passar do tempo mas nada gritante… Foi uma opção pessoal pelo estilo e conforto, que recomendo com certeza…

  • Douglas diz:

    tenho uma moto dafra e ja testei ela na estrada com varias motos 150 da honda que todos falam que são as melhores, mas na realidade, a dafra apesar de ter menas potência que a honda, com todas que ja testei na estrada a minha dafra deixou elas só na saudade, por isso se for parar para analisar o preço de mercado não vale mais a pena comprar honda além de pagar mais caro vai passar vergonha, porque as motos honda se tornanram apenas um lixo.

  • VASSILISPSG diz:

    EU TENHO UMA TVS APACHE A AGRADEÇO MUITO A DEUS E A MIM QUE ESCOLHE ELA COMO MOTO PARA O DIA-A-DIA. “”"”"ELA NUNCA DEU DEFEITO NENHUM”"”"”
    “”"”"NUNCA ME DEIXOU NA MÃO”"”"” E MEU IRMÃO TEM UMA HONDA CG 150 TITAN ESD E TAMBÉM É UMA MOTO DE EXCELENTÍSSIMA QUALIDADE. A UNICA RIVALIDADE QUE EU PERCEBO NAS DUAS É SÓ O EXCESSO DE PESO DA APACHE, FRENTE LARGA, PESOS DO GUIDÃO contra queda, MUITAS CARENÁGENS contra queda, E É isso que faz a diferença das duas na hora do racha DANDO VITÓRIA PRA HONDA. PORÉM temos que fazer algumas observações antes de sair por aí dando o dedo para qualquer pessoa não é? OBS: A APACHE É PROJETADA PARA CORRIDA E ESSE TIPO DE HONDA É PARA PASSEIO! GOSTARAM? EU ADORO SER OBSERVADOR E ENTENDE-DOR DAS COISAS…

  • Barros diz:

    Estou com o dinheiro na mão para comprar uma moto, estou a dias pesquisando sobre todas as 150 ou 125cc disponíveis no mercado para depois chegar a uma concessionária e fazer ainda um test drive para depois fechar negócio.
    Após vários comparativos de sites, a minha tendência maior está para a Apache da Dafra após ler os comparativos e mesmo os comentários de vocês parceiros e consumidores acima.
    Minha conclusão é que vale a pena investir nesta nova tecnologia a nós hoje oferecida, com isso fazendo com que os pioneiros que agora estão se vendo apertados diante das inovações tecnológicas dos concorrentes como o preferencialmente citado melhore seus produtos e possam assim nos respeitar mais e mesmo diminuir seus preços finais e mesmo facilitar a aquisição.
    A isso chamamos de liberdade de escolha, a isso chamaos de respeito ao consumidor.
    ” Dá-lhe Concorrência”, Parabéns, Dá-lhe Apache!…

  • Jorge Guimaraes diz:

    O problema da Honda e Yamaha é que elas não tem pesquisa de mercado, ou, se tem, não dão a mínima para o resultado. A FAN e a TITAN são para motoboys: aqueles caras que dão pau o dia todo na moto ( daí porquê tanta durabilidade ) e deviam investir o que economizam em manutenção, em um protetor de coluna e armadura, além, é claro, de um seguro de vida. Já a Yamaha percebe a falta de conforto da concorrente e lança um produto tecnologicamente inferior, porém, mais confortável, o que é uma vergonha total: Uma moto de cilindrada menor, carburada e um só combustível, ou seja, que ser eterna vice, uma desgraça. Ambas foram projetadas para motoboys. Porém não são apenas motoboys que andam de moto. Eu por exemplo uso a minha para ir ao trabalho perfazendo diariamente 35 a 40 km. Neste percurso tenho vias de 80 km/h, de 60 km/h que quando estão livres tem sempre um mal-educado a 90 ou 100 km/h. Isso sem falar nas crateras que existem em todas elas. Eu queria uma moto de 150 cc ( não quero 250, pois primo pelo consumo ), com injeção eletrônica ( novamente pelo consumo e para ficar livre de engasgos num curva, por exemplo ), no estilo street ( banco até 80 cm, pois sou baixo para uma trail e pq as streets tem melhor desempenho aerodinâmico), e suspensão traseira monolink ( pelo conforto e eficiência do amortecimento ). Quero lampejador de farol alto e baixo, corta-corrente, freio a disco na dianteira e traseira ( o traseiro com proteção contra respingos do lubrificante da corrente ), marcador de combustível ( absurdo moto sem marcador ), bateria selada, piscas e lanterna traseira em led, enfim boa qualidade e acabamento. Não existe moto assim aqui no Brasil. Só isso. Só existem modelos pelados para motoboys, com ressalva para a DAFRA que tem pouco tempo de mercado mas tem trazido produtos mais completos com soluções que embora não sejam perfeitas tentam pelo menos melhorar, como é o caso da suspensão traseira a gás, porém, ainda, bichoque.

  • Marcelo diz:

    galera nao existe pra ninguem a YAMAHA sempre sera a :mais economica ,estiloza confortavel e o motor nao quebra .

  • Tercio Brisola diz:

    Olá galera, adquiri uma Apache e no dia 05/05/12 comecei a andar com ela, e superou muito a minha expectativa. No dia 12, fiz uma viagem de aproximadamente 400 km, e mesmo com o motor amaciando, ela se comportou como gente grande… foi e voltou sem reclamar. A única desvantagem foi a da velocidade e da força, pois já tive uma Fazer 250cc, mas de resto… não perde em nada paras as grandes, para as pequenas da mesma linha, desculpe, mas a superioridade é imensa. Marcando o consumo, fez exatamente, repito, com o motor amaciando, 36,3 Km/L.
    E eu que estava receoso em ter uma DAFRA…rsrsrs, não me arrependi.

    Valeu pessoal, até a próxima.

  • Thiago Joaquim diz:

    Em meus critérios, a yamaha é a mais bonita e deve ser uma excelente moto, porém ainda optaria por uma honda, por achar que existe um melhor mercado, mas creio que isto irá mudar.

    Abraço

  • Sergio Monteiro diz:

    sou em coroa de 55 anos nunca tive uma moto, mas agora sou obrigado por vários motivos inclusive o finanaceiro,depois de ver o site comparativo e os comentários da garotada que entende do assunto, vou decidir pela APACHE.

  • Agrício diz:

    Yamaha Factor, esta moto não quebra,ja usei várias motos, mas igual a esta nunca vi,a minha tem 30000 km rodados e o motor continua silencioso e gostoso de acelerar,só troquei relação e pneus até agora, esperimente uma antes de comprar uma propaganda enganosa da honda,a apache ainda não usei, mas qualquer moto hoje é melhor que honda que da muito vasamento de óleo e gosta de oficina, e lenbrando que a Factor tem só 125 cilindradas, compre uma vc tb.

  • carlos daniel diz:

    sou apaixonado pela apache, mas na minha cidade não tem mais revenda Dafra, e ter que levar ao municipio vizinho para revisões me leva a optar pela factor. a da honda é muito feia, a Apache e Factor são mais bonitas.

  • Carlos diz:

    Resolvi comprar uma moto, estudei, comparei prós e contras, entrei em sites de opinião e fiquei entre a Factor e a Apache, fui a agências para decidir, verifiquei todos os itens, cara… Não tem como não se apaixonar pela Apache, a moto é linda, completa. Resolvi arriscar e não me arrependi. Estou muito feliz com a máquina. Lendo a comparação dos testes, constatei que realmente existem alguns problemas, como a precisão do câmbio, fora isso, uma moto forte e bem projetada. Para mim. Hoje. Está a Apache emparelhando com a Factor. A Honda, anos luz lá atras. A Honda tem qualidade de motor e nome. Só isso. É feia. pelada. Freios a tambor em pneus canela fina e tendo que kicar moto, hoje em dia. Custando mais caro que uma moto completa, Chega disso. Não estou fazendo propaganda da marca, aliás nem sei o que quer dizer DAFRA acho que é a junção dos nomes Daniel e Francisco. Sei lá. Também não me interessa. Não digo que a Honda não seja uma grande moto, claro que é. Só está defasada. O fusca também é um grande carro. Alguém aí quer um fusca?

  • Márcio Motoboy diz:

    Galera sou motoboy Rj. à 13 anos, já tive 07 motos. atualmente tenho uma titan 150 07/08. com 140.000KM. nunca fiz motor, manutenção normal, troca de óleo à cada 1.500km. só ando de punho colado, dás 07 motos que tive foram cg.81, CB150 aero 91,RD 135, biz 99, ybr 04, titan 150 04/05. vendi com 220.000km. tambem sem nunca ter feito motor, só troquei corrente comando uma vez e kit de embreagem, estava inteira.

    Á atual titan 150 como já relatei está com 140.000 não troquei nada do motor nem corrente comando, nem embreagem, está inteira, tenho que vender éla pois, estou com 2000mil de multas e tenho que trocar de placa para placa vermelha.

    Bom! esse comentário foi só pra vocês terem uma base de como e quanto eu ando com às motos para poder avaliar. pra mim, às titans 150 foram as minhas melhores motos. Não me deram dor de cabeça.

    À YBR é uma boa moto, mas só se for sem partida eletrica, pois, a cremaleira da YBR yamaha não presta a minha quando comprei tinha apenas 4000km e com um mês quebrou, pensei que foi azar, então fui na yamaha e comprei original, um ano depois quebrou de novo, resultado, quebrei o pau com os vendedores da yamaha que defendiam a moto. Mas na hora de avaliar em uma possível troca, foi a primeira peça que eles vieram testar na moto.

    Tenho que comprar outra moto, estou entre Titan ESD 150 (muito cara e com injeção a bomba de Gasolina dá muito defeito 400R$). a Apache (bom preço) más… será que aguenta?

  • Patrick diz:

    Antes de + nada, que legal poder participar de suas visões em relação a estes assunto.
    Bom eu tenho uma twister 05 preta com modelo da 08 linda por sinal, já faz 1 ano que adi quiri paguei 5.500, era meu sonho em ter uma, adorei a moto + devido a sua idade já gastei bem com ela, acredito que o outro dono não era tão cuidadoso. Agora não acho quem de + de 4.000 mil nela. Na minha visão não resolveu de nada ser da Honda, e sim achar o comprador certo.
    Veja, estou adorando o visual da apache sem duvida ela seria a minha escolha. Sevou perder de um jeito ou de outro, prefiro comprar o que me agrada, afinal em 1º lugar vou comprar a monto para mim e não para terceiros.
    Não sei se vocês concorda + se ela tivesse o farol da Riva que é + discreto e se não tivesse este nome de apache não chamando tanto a atenção, sem duvida pra mim seria perfeita.
    Bom, em relação aos comentários, só com o meu 1º parágrafo já da para ver que não tenho preferência de marca e sim do que realmente me chama a atenção e a next 250 pra mim esta um sonho, com certeza vou querer ter uma olhei de perto e vi que em tecnologia ela esta muito a frente.
    Se ajuda: a minha opinião é que, compre a que vc achar que vai te agradar se teu caso é parecido com o meu, moro na região de campinas tenho certeza que não terei problemas para achar peças, moto para mim é só para ir ao trabalho e passeios quando possível. Agora se vc quer uma moto para trabalho e ainda é de uma cidade onde não tem nem a concessionária fica + difícil na minha visão. Mas é claro que vc saberá fazer a sua escolha, afinal marca é como pessoa cada uma tem sua personalidade nenhuma é perfeita apenas tem + tempo de casa, se levarmos em conta que a Dafra chegou agora e já abafando, e olha para trás e ver as opções que tia mos vai ver que deve dar um credito as suas duvidas.

  • ANDRE diz:

    A YAMAHA ATÉ QUE É BONITA , MAS A MOTO DA HONDA SÃO RIDICULAS
    MAS O PROBLEMA MAIOR É O POVO QUE NAO ACEITA UMA NOVA MARCA NO MERCADO POIS JA SE ACOSTUMARAM COM A PORCARIA DAS MOTOS DA HONDA.
    JA TIVE HONDA E FALO SÓ DA PROBLEMAS A UNICA VANTAGEM É QUE ENCONTRAMOS PEÇAS EM QUALQUER OFICINA
    ATUALMENTE ESTOU COM UMA APACHE HA APROIXIMADAMENTE 1 ANO E MEIO E POSSO DIZER SEM DUVIDAS , É A MELHOR MOTO QUE PILOTEI
    ENTÃO DA LHE APACHE E PARABENS A DAFRA !:

  • Danilo diz:

    Na minha opinião continuo com a Honda, a Yamaha pode ser boa e bonita mas ja trabalhei com uma que deixava na mão constantemente, a Dafra também está bonita mas também da um certo receio de não encontrar peças, na questão de qualidade e beleza fico com a Honda, pois acho que ela só pecou no acabamento da antiga FAN 125 e na atual Titan 150.

  • nadson diz:

    ja tivi uma 150 da honda e bom claro mas cara a apache que moto macia bonita veloz adorei a minha apache amei valeu dafra por frabrica uma moto linda de porte

  • Agrício diz:

    Amigo, compre uma apache, a minha tem 40000 km rodados e é só kcte no motor e nunca vazou óleo como honda, já usei uma ybr factor tb, moto não quebra mas pêna que é 125cc, honda não recomendo pra ninguém,os motores atuais da honda são muito fracos !

  • AMAURI diz:

    mais e verdade poxa uma moto otima mais nao tem peças poxa estamos no seculo 21

    ATT AMAURI CAMPOS

  • Ed Santos diz:

    O fato de ter perças pras motos honda ou yamaha não as tornam boas, até pelo fato de serem paralelas… Tenho um apache é não abro mão, o mercado está condicionado a HONDA e YAMAHA mas esse paradigma está sendo quebrado… SALVE APACHE SPORT!!!! AS MINA PIRAM E EMPINAM O BUMBUM NA DAFRA!!!!

  • PABLO MARAGATO diz:

    NA MINHA APACHONA JÁ COLOQUEI 132KM/H. JÁ SE FORAM 32.000 KM RODADOS (EM 2 ANOS E MEIO) E SÓ TROQUEI ÓLEO, FILTRO DE ÓLEO, RELAÇÃO E PNEUS, FAÇO MÉDIA DE 38KM/L. QUEREM MAIS? UM DIA DESSES PILOTEI UMA TITAN 2012 E PARECIA QUE ESTAVA MONTADO EM UM CABRITO. ESTE ANO VOU TROCAR MINHA APACHE POR OUTRA APACHE.

  • rangel diz:

    Caras! o que estraga a Dafra é a assist. técnica. Só isso.

  • eduardo diz:

    a yamaha só deve estar querendo acabar por encerrando suas atividades no brasil,porque desde o lançamento da ybr,nem uma novidade significativa,pra essa categoria cinceridade,é uma pena.

  • caio frederico diz:

    Eu comprei uma apache e não tenho do que reclamar, além de bonita é barata,o único defeito é no retrovisor que fica “mole” na revisão eu reclamei disso e eles apertaram e nada resolveu, mas isso é um detalhe besta, pois a moto é 10… irei comprar uma horizon para fazer companhia na garagem de casa

  • Eder diz:

    Eu acredito que a Honda e a Yamaha tem um acordo de compadres no Brasil. se observarmos bem, a Yamaha nunca lançou uma moto para competir diretamente com a Honda – acho que há um cartel entre Honda e Yamaha no Brasil. vejamos, qual foi a novidade que a 125 ybr trouxe em relação a cg 125? nada! o que a 150 da yamaha tem de melhor que a cg 150? nada! até no valor a diferença é pífia!!! tenho uma fazer 250, comprei por causa do modelo Acho a moto muito bonita nada mais!
    já a Kawazaki sim faz concorrência com a Honda, compara a 300 da Kawazaki com a 300 da Honda. A Kawazaki humilha a Honda, minha opinião não em favorecer um ou outro, basta fazer um teste drive. É uma pena que a Yamaha não faz concorrência com a Honda, se fizesse seria muito bom para nós consumidores mas…

  • antonio diz:

    mais se bem que esse comparativo deveria ser entre uma 125 da honda , a factor 125 e a apache! assim a comparação seria mais leal pois das comparadas aqui soh a factor he 125! naum entendendo muito do assunto mais acredito ki dessa forma a factor ja sai atras das demais! apesar de q no quisito velocidade tenho uma factor k 2009 nunca perdi pra uma apache! e titan tbm num passa de mim facil.
    acredito eu ki honda tem muito he nome! afinal e 40 ano no mercado brasileiro(eu acho kkkk!)

  • helio diz:

    Basta olhar nas oficinas e ver qual moto tem mais pra concertar Honda ou Yamaha , então logo alguem fala é por que honda vende mais não é verdade o numero de motos yamaha e honda é quase igual yamaha da menos manutenção,

  • tenho uma apache desde 2010 e trabalho com moto frete e ja rodei mais de 120mil km e ela continua lacrada sou apaixonado por ela a moto e boa de tudo so tenho elogios para ela. parabens dafra pela parceria com a tvs.

Deixe um comentário

*