Novidades

Testes

Competição

História

Apresentação

Home » Novidades

ABS OU CBS OBRIGATÓRIO

Enviado por on 15 de Dezembro de 2014 – 15:35Comente

Citycom-300i-CBS

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinou que será obrigatória a implementação de sistemas que auxiliam na frenagem em motocicletas. Para modelos de até 300 cc, o fabricante poderá optar pelo ABS (Anti-lock Braking System) ou apenas a frenagem combinada, o CBS (Combined Braking System). Para modelos com cilindrada superior a 300 cc, será obrigatório o ABS.

A transição está prevista para ocorrer da seguinte forma: À partir do primeiro dia de 2016, 10% das motos novas deverão sair de fábrica com um dos sistemas de auxílio de frenagem. Em 2017, a porcentagem salta para 30%, depois para 60% em 2018 e, finalmente, 100% em 2019.

Entenda os sistemas- Apesar de ainda não ser obrigatório, já encontramos estes “ajudantes” da frenagem em diversos modelos do mercado. O CBS é o mais simples e barato, adiciona cerca de R$ 180 ao valor final do produto. O que ele faz é acionar um pouco do freio dianteiro quando estamos freando apenas com o traseiro. Por exemplo, quando o comando do freio traseiro está 100% pressionado, ele aciona cerca de 30% do dianteiro, reduzindo significativamente a distância necessária para parar apenas com o freio traseiro. Ele ajuda a corrigir um erro muito comum entre os motociclistas brasileiros: frear apenas com a roda traseira. Acontece que as nossas auto escolas ensinam seus alunos a andar apenas em primeira marcha e a frear apenas a roda traseira, pois é a forma mais fácil de realizar o percurso da avaliação. Andando no asfalto, a roda dianteira fica responsável por até 80% da frenagem, enquanto a roda traseira faz 20% do trabalho, e o mal habito de utilizar a penas o freio traseiro aumenta muito as chances de um acidente. Observe abaixo o resultado da utilização do CBS.

teste-frenagem

O ABS já é mais conhecido e recentemente tornou-se obrigatório nos carros. Este inibe o travamento das rodas, mas não tem relação com o CBS, ou seja, o condutor tem que dosar manualmente quanto de frenagem vai para cada roda. Uma roda travada freia menos que uma no limite, quase travando, e é aí que o ABS mostra sua eficiência. Além disso, uma roda travada pode facilmente causar um acidente ou uma perda de controle, principalmente em um veículo de duas rodas. A boa notícia é que a grande maioria das motos acima de 300 cc já possuem o sistema, ao menos como opcional. O valor cobrado pelo equipamento gira em torno de R$ 1.500, dependendo do modelo.

Há ainda uma opção que não será obrigatória, mas já pode ser encontra em alguns modelos do mercado: o C-ABS. Este combina os dois tipos de freios mostrados acima. É um ABS com frenagem combinada, ou seja, o freio traseiro aciona um pouco do dianteiro e as rodas não travam. Em alguns modelos, o freio dianteiro também aciona um pouco do traseiro.

Quem sabe com estas mudanças haja alguma redução no número de acidentes. A forma mais eficiente para tal objetivo seria investir na formação dos condutores, no processo de habilitação, que ainda é precário em nosso país, principalmente para motociclistas, infelizmente.

 

Imagens: Divulgação

 

LEIA TAMBÉM: