Novidades

Testes

Competição

História

Apresentação

Home » Novidades

HARLEY-DAVIDSON STREET 750: ANDAMOS

Enviado por on 11 de Setembro de 2014 – 23:015 Comentários

TR1_6088Simples como um prego: assim é a Harley-Davidson Street 750. Apresentada no Salão de Milão no final do ano passado, essa novidade está chegando incialmente aos mercados europeu e norte-americano, visa cativar um público mais jovem e também alcançar clientes de renda menor nos chamados países emergentes, com destaque para Índia e Brasil, onde será montada em breve. Por conta disso, o projeto priorizou uma essencialidade que, como veremos adiante, chega a assustar, mas que por outro lado lhe confere características interessantes.

Por ocasião da apresentação da linha 2015 da marca norte-americana, realizada na Califórnia/EUA, tivemos a oportunidade de rodar boas milhas no lombo desta tão esperada motocicleta, o primeiro lançamento 100% novo parido em Milwaukee desde a já lendária V-Rod, nascida no já distante ano de 2001.

Aliás, há um parentesco entre as Street (são duas, 500 e 750 cc) e a V-Rod, e ele se situa no ângulo do cilindros do motor, obviamente um V2. Enquanto nas H-D tradicionais tal ângulo é de 45 graus, na V-Rod e nas Street tal ângulo é de 60 graus. Outro ponto em comum dessas duas H-D mais recentes é a refrigeração líquida.

2015 Street XG750Dissemos que a Street é simples, e isso tem um lado bom e um lado ruim. Os aspectos menos felizes dizem respeito ao acabamento, pois não se pode esperar cromados belíssimos e pinturas elaboradas em uma moto destinada a ser mais barata que as Sportster 883 Iron e Roadster. A economia se vê especialmente nos conectores elétricos aparentes, nas partes de chapa estampada, no espartano painel e na aparência das borrachas. O lado bom é que essa Street será, com certeza, uma base ótima para customizações, aliás, ela grita por isso…

TR1_5229Nas belas estradas pelas quais passamos ao guidão da novidade deu para sentir que ela não tem uma ergonomia adequada a estatura acima do 1,80 m, o que certamente alegrará os mais baixos, os iniciantes e as mulheres. Outro aspecto relevante é a agilidade, mérito de um chassi correto aliado a suspensões bem ajustadas, assim como da leveza do conjunto, afinal a Street 750 pesa 33 kg menos que a mais leve das Sportster 883. Quanto ao motor, apesar de refrigerado a líquido, os técnicos da H-D conseguiram lhe dar a pegada característica da marca ao menos na voz que sai do par de escapes. Maiores detalhes  sobre as impressões ao pilotar a novidade, assim como tudo sobre as outras H-D modelo 2015? Em nossa próxima edição, que deverá chegar às bancas no finalzinho de setembro, traremos tudos sobre a Street 750 e muito mais.

A expectativa é de que esta Harley-Davidson Street 750 comece a ser montada em Manaus no final de 2014 para entrar nas concessionárias da marca no ano que vem, custando menos que as 883, ou seja, abaixo dos 30 mil reais.

 

LEIA TAMBÉM:

  • Tabajara – São Carlos – SP

    A clássica cilindrada está de volta. Nas custons da Harley(quem imaginaria isso?), e também na big-trails de 800(50cc a mais, um desconto), falta a Yamaha uma SUPERTÉNÉRÉ 750/800.
    Até pouco tempo atrás, a Honda tinha(lá fora), a CB 750SF(será que fabrica ainda?), a Kawasaki a Zephyr 750. Motos nem de mais, nem de menos.
    Que voltem com tudo, e sucesso a Harley.

    • Edney

      Acho que agora as “7galo” viraram 800, vide Z800, FZ800, CB800F (Hornet)…acho que só a Suzuki tá mantendo a tradição…rs, (GSX e R).

  • Edney

    Ahhhhh…quanto será que a 500cc vai custar hein? Será que vem? Aqui para o Brasil ia cair como uma luva, para quem quer subir de categoria e tem medo (por ser visada por assalto) de comprar as médias existentes hoje no mercado.

  • Carlos A H Horvath

    Pena que e feita na Índia, né???……

  • Carlos A H Horvath

    Daqui a pouco e a vez de fabricar harley na china. Já pensou em harley chingling? Adeus tradicoes….