Novidades

Testes

Competição

História

Apresentação

Home » Novidades

HONDA CG 150 TITAN VS. YAMAHA YS 150 FAZER

Enviado por on 17 de Julho de 2014 – 9:0050 Comentários
 

IMG_6869

Honda Titan, mais potência e conforto. Yamaha Fazer, estilo esportivo e mais torque. Qual a sua 150 flex?

Enfim a Honda Titan encontrou uma adversária à altura. Não que a linha Yamaha YBR ou as outras pequenas do mercado sejam deficientes, mas o fato é que igualar a “quase perfeição” da maduríssima linha CG é tarefa dura para o fabricante
que não quiser
investir bastante para lançar um produto adequado às nossas peculiares condições de uso das motos, seja no aspecto da pilotagem, seja na questão do estado de nossas vias.

Pois a Yamaha encampou a árdua tarefa, e no lugar de tentar desenvolver o motor da YBR partiu para um novo, consagrado na linha FZ 150 que já existia no exterior. Infelizmente não se inspirou justamente na boa suspensão traseira da versão gringa e isso repercutiu mal, como veremos adiante.

file410

Como o subtítulo desta reportagem sugere, o estilo é um grande ponto de diferenciação. A Fazer é mais encorpada e esportiva, suas linhas afiladas agradam mais que o “L” proporcionado pelas estranhas abas do tanque das Titan (curiosamente, as abas da Fan, versão básica das CG, são mais simpáticas). Já o conjunto tanque de combustível/abas da Yamaha apontam para baixo e o farol segue as tendências atuais das esportivas. O perfil da rabeta é bem afilado, apontando para cima, terminando em uma lanterna dividida por uma faixa da rabeta. Agrada mais que a “popa” tradicional da CG.

file462

Mas não dá para engolir na Yamaha (e na CG, no caso das alças) os suportes das pedaleiras traseiras e a alça de apoio do garupa, tubos pretos que parecem ter sido feitos pelo serralheiro da esquina… E os comandos do sistema elétrico, modernos e bonitos, incrivelmente não têm o lampejador de farol e o interruptor de emergência do motor, carência comum à rival CG – economia injustificável em motos que não são exatamente o primeiro degrau das linhas dessas fabricantes. Pior mesmo é que a Honda gastou para desenvolver comandos em que há a inversão dos botões de buzina e piscas, algo que desagradou em geral: não escutamos um só elogio à estranha atitude da fabricante. Também decepcionou a supressão da útil fechadura adicional com chave sextavada, para proteger o contato.

file154

file153

 

 

 

 

 

 

O painel da Fazer traz contagiros analógico em destaque, ao lado de um display digital com indicador de marcha, velocímetro e hodômetros. É bonito e elegantemente iluminado. Contagiros e marcador de marchas até que são “engraçadinhos” e têm sua utilidade, mas não custaria incorporar também o relógio que há na CG, algo muito útil para os afobados paulistanos, por exemplo. Este instrumento está englobado no display digital único, pela primeira vez presente na linha CG. Hodômetros parciais há nas duas, ainda bem que não economizaram nesse importante acessório que facilita a escolha de trajetos mais racionais e até contabilizar o consumo de combustível, algo particularmente importante para quem tem motos flex.

MOTORES MODERNOS – O motor da CG é atual, um OHC todo roletado (inclusive nos balancins) que nada vibra e pouquíssimo ruído faz. Não cansamos de lembrar do “efeito 100 km/h”: a essa velocidade, é tão suave que chega a lembrar um propulsor elétrico. O motor da Fazer também não vibra e é tão moderno quanto. Mas é um pouco rumoroso, emitindo um leve ruído (a popular “rajada”) constante, parecido com o da irmã Fazer 250. E, como o escapamento é muito silencioso, fica realçado esse barulhinho do motor. Quanto ao arrefecimento, especialmente importante em pequenas que podem ter uso utilitário, é incrementado na Yamaha por uma pequena aleta que direciona ar para a vela. Melhor o sistema da Honda, com um canal que faz o ar passar no meio do cabeçote, rente ao duto de escapamento, antes de ventilar a vela.

file441

file428

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em relação ao desempenho, há diferenças sutis, mas que não passam despercebidas por pilotos mais sensíveis. Resumidamente, a Fazer tem um pouquinho mais de torque em baixas/médias rotações, enquanto a Titan responde “um dedo” melhor em alta, o que na prática resulta numa Yamaha ligeiramente mais esperta no trânsito urbano e numa Honda que desenvolve melhor em avenidões e, claro, na estrada. Mas são diferenças modestas que mal podem resultar numa diferenciação nas notas, e portanto achamos justo um empate no quesito desempenho.

O consumo também é bastante equilibrado. Contudo, graças à maior disposição do motor em baixo giros, é mais fácil economizar com a Fazer, notadamente para quem usa a moto quase sempre na cidade. Para compensar, o tanque da Honda é um pouquinho maior, recebendo 16,1 litros, contra os 15,2 litros da Yamaha. Os “tancões” são importantes para motos bicombustível, pois ao se utilizar etanol o líquido se vai com uma velocidade bem maior… A Yamaha percorreu em média, respectivamente com gasolina e etanol, 44,3 km/l e 32,1 km/l. A Honda conseguiu 41,2 km/l e 29,6 km/l. Assim, a autonomia média da Fazer é de 673 km e 488 km; a da GG pode ser de 663 km ou 477 km, todos números excelentes. São motos econômicas, bebem pouco mais que as básicas 125.

file471

file423

 

 

 

 

 

No item conforto vence a CG, graças a suspensões e banco um pouco melhores e ao motor ligeiramente mais suave – sobretudo menos rumoroso. Vibração não é defeito de ambos, mas o fato é que o motor da Fazer “urra” mais em altos giros, se bem que isto pode ser uma virtude para muitos… O posicionamento do piloto é um pouco mais agradável na Yamaha, especialmente para pilotos maiores, pois o guidão é bastante alto. A Honda acaba vencendo principalmente pelo maior curso das suspensões, 135 mm na frente e 106 mm atrás, contra 120 mm e 92 mm da Yamaha. Além disso, os amortecedores desta moto, apesar de também exibirem as cinco regulagens de mola da Honda, não absorvem as irregularidades do solo tão bem. E pensar que no exterior muitas Yamaha 150 que usam esse motor trazem um belo sistema monoamortecedor, semelhante aos da Fazer 250… Já a estabilidade das duas motos é muito boa, com o apoio dos pneus modernos e quadros bem projetados.

file447

file429

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em freios há certa equivalência. Apesar de o disco dianteiro da Fazer ser detido por uma pinça de pistão único, exibe boa potência de frenagem – reduzida propositadamente no modelo 2014 da CG pela própria Honda, que providenciou uma pinça de dois pistões menos “estúpida”, com a adoção de um duto hidráulico mais flexível, de modo a dificultar o travamento da roda quando a moto é conduzida por novatos e/ou “mãos pesadas” e/ou sobre piso escorregadio. Mas o fato é que a CG continua freando muito bem, pouca diferença se nota em relação ao modelo anterior. Mesmo os tambores traseiros de tamanho adequado (130 mm nas duas) agradaram, pois novinhos e com peças originais funcionam a contento.

A YS150 testada, versão SED, pode ser azul, branca ou a laranja metálica destas fotos. Custa R$ 7.850. A Titan ESD usada no comparativo tem preço sugerido de R$ 7.320, e as cores oferecidas são preta, branca ou vermelha-metálica, como a das fotos. Mas é preciso lembrar que a versão EX da Honda (indisponível para o teste), que traz rodas de liga leve, custa R$ 7.830. Ou seja, não é o preço que vai ajudá-lo a definir a escolha… E nem as motos, pelo grande equilíbrio nos testes dinâmicos. No boletim ao lado, a Honda vence na contagem das estrelas, mas por ínfima diferença determinada pelos itens suspensões e conforto. Assim, voltamos ao início do texto: o estilo pode ser o grande diferencial! Qual é o seu?

boletim cg vs fazerdesempenho cg vs fazer

ficha fazer 150

Fazer 150

ficha cg 150

CG 150

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto: Felipe Passarella/Fotos: Marcos Moretti

 

LEIA TAMBÉM:

  • Tabajara

    Duas maquininhas muito legais para o trãnsito urbano, para trabalhar, pau para toda obra. Lindas.

  • Edney

    Umas das melhores opções para o dia-a-dia (acho que só perdem em conforto para as “irmãs” on-off Bros/Crosser), mas infelizmente aqui em SP é complicado tê-las, extremamente visadas pelos malandros de plantão, ajudaria muito pararem de comprar peças de procedência duvidosa na hora de manutenção.

    • maurizan rodrigues

      Cara eu comprei a minha fazer 150 mês passado nota mil muito boa mesmo esse cara aii da revista não sabe nem o que é moto de verdade …….

  • Roberth Aguiar

    ridícula comparação relógio no painel e mais importante que conta giros e indicador de macha? me poupe mais essa comparação esta sendo tendenciosa pra honda, pra não falar que foi comprada.

  • Rogerio Silva

    Gostaria de saber quanto a honda pagou pra essa matéria, andei 20 anos de honda tive várias titan, mas me rendi e assumo que a yamaha se superou, não tive dúvida comparei e comprei minha fazer 150, tem um trecho da matéria que é ressaltado o painel, cujo segundo a honda o relógio é mais importante do que o trocador de marchas no painel da yamaha, amigo fala sério…..

    Rogério Piracicaba -SP

    • Alex Rocha

      Realmente essa matéria foi bem tendenciosa, sem contar que já vi vários vídeos que elogiam constantemente o conforto e o modo de guiar a moto. Quero pegar minha Fazer 150 até o fim do ano.

    • Rodrigo

      Concordo totalmente, até um analfabeto sem um minimo de sensibilidade sabe que a yamaha em todos os quesitos é mais confortável, estavel, muito melhor de frenagem, e o consumo é muito superior o da honda…
      Sem falar na curva de torque, que na faser é muito superior!!!
      Sinto muito revista M. se essa revista não é da Honda ela comprou… Vocês não sabem nem mentir… por favor não ofendam minha inteligência e minha sinsibilidade!!! Não vejo nenhuma reportagem de vocês…. É claro, é porque depois deste absurdo de matéria, vocês perderam totalmente a credibilidade!!!!

  • Breno Luiz

    Matéria muito bem comprada pela honda, tenho uma fazer e faz 54km/l, e em relação aos amortecedores são bem macios, tem 5 regulagens, e se eu for comprar uma moto, eu quero ver meus giros e em qual marcha estou, se eu precisar ver hora eu compro relógio. E o preço da versão ED da fazer? Não colocam por ser mais barato ao da honda? Tubos pretos que parecem ter sido feito pelo serralheiro da esquina? Ah para, vejo muito mais comodidade na pedaleira traseira da fazer. Honda só tem nome.

    • Cristiano silva

      Ele esqueceu de citar que nos modelos Cg 125 e nas cg 150 fan es passada as pedaleira eram soldadas na balança. e ate hoje é nas fan 125.

  • rodrigo mello

    Tenho uma fazer 150 e ja andei na titan do meu irmão que vibra muito e nunca é mais confortável que a fazer, sobre o painel, dizer que um relógio é equivalente a um contagiros e indicador de marchas só rindo mesmo.
    Desempenho em baixa fazer tem mais torque/arrancada, em alta fazer atinge 140/141 km/h max e a titan corta giro em 135 km/h max.
    Freios na honda apesar de terem dois pistões são borrachudos porque a honda sabe que os seus hondeiros tem medo de cair com freio a disco pois estão acostumados com freio a tambor.
    A suspenção na fazer é macia até demais chegando a dar até uns mergulhos na dianteira sem chegar ao fim de curso, e na traseira mesmo com garupa(trabalho com a moto e levo ajudante mais ferramentas) se comporta muito bem deixando no terceiro nível de regulagem, dizer que é dura, a matéria foi comprada pela honda!

  • flavio meireles

    Serio isso! é só mandarem fazer um teste drive em cada uma e pronto, resolvido o problema, andei nas duas e a yamaha deu de 10 na honda, em tudo desing, conforto e por incrivél que pareça a fazer150 com seus 12 cavalos correu mais que a honda com seus 14 cavalos, esse site foi comprado pela honda huahuahuahuahuahauahauhuahauhua só pode.

    • Ed Junior

      Flávio, a Honda só “ganha” nos cv por que ela mede na saida do motor, ja a Yamaha mede onde deve ser medido; na roda.

      • flavio meireles

        mano, é isso mesmo, me desculpem os hondeiros mais vcs são todos manipulados, não exergam que as motocas da yamaha e até mesmo da suzuki é superior em qualidade etc, vcs são tão burros que só basta ir numa oficina qualquer, e perguntar a qualquer mecânico. Um já me falou que se não fosse a honda eles estariam desempregado serio huahauhauhauhaua

        • Herbert Fernando

          Verdade, a intruder é um monstro de moto, confortável bonita e confiável.

  • Lucas Soares Barreto

    kkkkkkkkkkkk, materia comprada pela honda

  • Luis Camargo

    Kkkkkk para mono vc e 13 ou melhor reassumindo doido., tenho uma fazer 150 ele muito boa e econômica, confortável linda não tenho que o reclama, vc deveria ter vergonha na cara de fala isso.,
    A verdade e que a fazer 150 quebrando a CG 150 ta vendendo mais então e por isso que vc ta falando tudo isso! Falo babaca

  • Ed Junior

    Ganhou quanto pra escrever essa merda ai?

  • Lukas Jóspe

    Pra bem dizer eu não trocaria a minha apache 150 cc por nenhuma das duas

  • Alex Bauer

    MATERIA PAGA PELA HONDA NA CARUDA!!!!!!

  • tayvo

    MATÉRIA ULTRA TENDENCIOSA PARA FAVORECER A HONDA,ISSO É FATO…

  • alexander

    Matéria comprada pela Hondinha Brasil, a Fazer é melhor em tudo, anda mais, bebe menos, visual e conforto. Falar que o painel das duas se equivale por causa do relógio foi dose… Ler essa matéria me causa náuseas.

    • Hecto Silva

      Concordo com você a Honda comprou todos os jornalistas, a anfavea também foi comprada quando diz que se vende muito mais honda que yamaha. Os mecânicos também foram comprados quando dizem que a manutenção da Honda é mais barata e a honda é mais robusta que a Yamaha…Parabéns pela sua opinião…

  • Cleison Parolin

    materia muito boa, para o cara que veio e te pagou pra falar da honda e desmereser a superior fazer, mas fazer o que, o dinhero que manda nesa merda mesmo, mas o cara ganhou um bom dinheiro da honda ja que foi ela que compro a materia

  • Ibson Roberto

    Mais confortavel, do que a Yamaha???? kkkk é pra dar risadas né???? seus Comédias. kkkkkkk

  • Adolfino matos

    rapaz,nao adianta,a honda caga de medo de perder mercado para a yamaha,esses picaretas da materia vai puxar saco da honda mesmo,ja tenho minha fazer 150 show de bola,que mane mais potente,chama o cara da materia ai,ponha ele em cima dessa honda,e vamo pegar um racha valendo as motos,kkkk,foi bem pago,nao tem nem vergonha.

  • AJ Guima

    Finalmente, quanto a Honda tem de curso de suspensão na traseira? No texto fala 106 mm e na ficha técnica, no final, fala em 85 mm. E aí? Então um relógio no painel é mais útil que contagiros e indicador de marchas? Na minha opinião, não. Já andei numa Fazer 150 de meu primo e já tinha escolhido para ser minha próxima moto pois numa Honda não tenho coragem nem de virar a chave e os larápios aparecerem pra me dar prejuízo. Aí andei numa Crosser de um camarada ontem. Me apaixonei pela Crosser. Será minha próxima moto. Quero ver se a Honda vai inventar matéria paga pra desqualificar a Crosser. Parabéns a Yamaha! Ganhou na street 150 e na trail 150 urbana. E a ficha da galera já está caindo em relação as problemáticas CB e XRE. A Honda vai ter que se mexer mais. Ganhamos nós, consumidores.

  • rafael cristiano

    Porra a honda pagou pra esse cara fala isso tudo da honda a honda é boa mas não é isso tudo também não a fezer da Yamaha é superior a da honda a tintan eu tenho uma tintan e ja pilotei uma fezer 150 e é dez vezes melhor pagaro pra esse cara

    • Isabel Portela

      Que bom que você é sincero, cara!

  • AJ Guima

    Quando a Revista da Moto vai fazer o teste com a Crosser e a comparação com a Bros? Estão esperando a colocação de um relógio no painel da Bros para que ela se torne superior a Crosser?

  • eduardo castro

    á yamaha tá bem melhor !!!

  • Roger Br

    Eu li isso: “Conta giros e marcador de marcha são engraçadinhos”???O relógio do painel ridículo da CG supera conta giros e marcador de marcha da Fazer 150???

  • Rodrigo

    Atenção revista M. Muitos brasileiros podem ter medo de experimentar coisas novas, mas não são burros…
    Parabéns a do relógio foi ótima… Precisa de um relógio, vai na feira e compra um digital de pulso por R$12,00… garanto não não dará tanto problema quanto a CG…..
    kkkkkkkk

  • Rodrigo

    MENTIROSOS DA REVISTA M. É CLARO!!!!

  • Rodrigo

    APRENDEU REVISTA M.???
    ISSO SIM É UM COMENTÁRIO TÉCNICO E IMPARCIAL!!!!!!!!!!!!!

  • Rodrigo

    HÁ E MAIS UMA ULTIMA COISA REVISTA M.
    EU TENHO UMA YAMAHA YBR 125 E JÁ TIVER UMA HONDA 125, A ECONOMIA NÃO SE COMPARA… 44KM/L NA YAMAHA E 32KM/L NA HONDA…
    E EU VOU CORRENDO TRACAR DE MOTO!!!!!!!!!!!!!!!
    VOU COMPRAR UMA YAMAHA FASER 150cc.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Mas, é verdade!!!!!!

  • Rodrigo

    olha, e a faser ainda é mais barata, ganha na compra, e ganha na revenda com a economia de combustível!!!!!!
    Yamaha sempre ganha!!!!
    A unica coisa que a faser perde no conforto é no banco que é mais duro, e só se percebe isto ao rondar por um longo tempo!!!
    Mas, pelo banco se mais duro, ganha-se em estabilidade, dirigibilidade e sensibilidade!!!!

  • DjSilvio Madeira

    A yamaha fazer 150, superou a nova titan, tanto que comprei uma e gostei muito.

  • Carlos Pinto

    O que seria de nós sem essa tal inclusão digital…Quando se tem uma dúvida, consulte o Google…Eis que tinha uma dúvida ao comprar uma moto pra fazer serviço de banco e rodar pela city nos horários de pico…Fiquei na dúvida entre a CG 150 e a YS 150…Pesquisei e por incrível que pareça a maioria esmagadora detonam a CG…Fiquei pasmo, pois sou motociclista das antigas e no meu tempo as CGs eram pau pra toda obra e resistentes. Achei que nem deveria pesquisar e fechar negócio direto com a Honda…Ledo engano. Fui na Yamaha para conhecer a YS 150 SED. Só fui pra conhecer mesmo, pois tava tudo decidido em fechar negócio com a CG. Ao chegar na Yamaha, surpresa! Vi a YS 150 SED azul e achei ela linda!!! Era a moto de teste drive e na hora solicitei uma voltinha nela. Cara, a moto é moooooito boa, bem diferentes das Yamahas de antigamente…Na época eu rodava com RX e DTs de 2 tempos e eram um horror. Cambio duro e motor aspero, sem contar o acabamento precário. A nova Yamahinha é tão boa quanto a CG. Não tive dúvidas. Depois de ver os problemas que a Honda apresenta no cabeçote e soluços com as CB e XRE 300, decidi comprar a Yamaha. Não fechei negócio na hora pois a CSS pediu R$ 8.950,00 com os documentos na SED. Pesquisei na net e achei por R$ 7.850,00 e a documentação eu fiz por conta e gastei R$ 525,00, totalizando R$ 8.375,00. Economizei R$ 575,00.
    A moto é super economica, faz 40k/l nas minhas mãos e anda bem nas avenidas…Muitos CGzeiros pagam pau pra Yamahinha de tão linda ela é…A suspensão traseira não é tão dura como diz a reportagem e o banco da CG é realmente um pouco mais macio e o relógio digital faz falta sim, mas não a ponto da Yamaha levar desvantagem…Eu acho a Yamaha mais negócio, tem as revisões tabeladas e é mais gostosa de guiar…Não tenha dúvida, fique de Yamaha!!!

  • cleiton

    nossa!!!! patrocínio honda
    Eu tenho uma titan e uma Yamaha.
    Parabéns Yamaha.
    Honda esperamos mais respeito aos consumidores.
    sem mais.

  • http://facebook.com/guisantospudim Guilherme Santos

    ridículo essa matéria!

  • CLaudinei

    Então ja tem quase um ano que troquei minha honda pela fazer 150, é outra coisa, bem melhor, menos cansativo, mais agressiva. mais moderna “minha opnião” mais economica.

  • vanilson

    Boa tarde! Tinha uma titan vendi e comprei uma broz 150! moto muito boa!a Concord yamaha estava oferecendo um teste drive na linha crosser e fazer 150.!!Fiz o teste nas duas! Não achei boa!! e sim exelente ! simplesmente ando de carroça e não sabia! não ha nenhum fundamento lógico e embasamento para essa revista expressar essa opinião.
    Defendo beneficios e não marcas!
    grande decepção !!

  • herculis barreto

    quero saber na distancia de 1500 metros quem ganha?

  • Alessandro Kowalek

    Mil vezes yamaha!!!! honda titan é pra cabeça fechada. fazer 150 humilhou

  • Lucas Macêdo

    Poxa, galera. Os comentários de Vocês ajudaram muito mais que a matéria! Valeu!

  • claudio jose

    comprei uma Fazer 150 a 20 dias e estou muito satisfeito pena que a fabricante não dispõe de peças no mercado paralelo e outra coisa antes de compra consultei 2 mecânicos e um mecânico de retifica eles falaram que se não fosse a Honda eles fechavam porque a Yamaha não da mecânica igual a Honda segundo a retifica enquanto ele faz 50 retificas em motor Honda ele faz 3 em Yamaha não tem mais o que comparar

  • Paulo Oliveira

    Galera , estou de fazer 150 depois de mais de 3 anos de honda .
    E digo com toda certeza , CG perdeu feio pra Fazer .

    Pra mim vence em todos os quesitos .

  • rb

    que porra nenhuma onde que uma honda tem mais conforto do que uma yamaha materia tendenciosa honda é um lixo.

  • eduardo costa

    a honda ta muito bem sobra ate dinheiro pagando ate a revistas pra falarem bem suas motos sobrando entre aspas ne, pq uma moto tanto honda quanto yamaha nao vale metade do q elas custam. e so uma coisa pelo menos o painelzinho bacaninha e engraçadinho q vcs falam da yamaha marca nivel de combustivel desde seu modelo mais basico nao tem q ficar olhando quanto de combustivel tem no tanque

  • Thomé

    Bem, sinceramente prefiro sim o relógio ao indicador de marchas. Quem já tem quase 10 anos de pilotagem não precisa olhar o painel pra saber em qual marcha tá, assim como quem dirige carro só sabe a marcha pela posição do câmbio, sem ter indicação no painel pra isso. Mas todo o resto achei tendencioso msm. Comparar o preço da versão TOP da fazer com uma menor da CG. Já tive 2 fazer 250 e hj to numa CB 300, e assim q puder volto pra Fazer (ou algo maior q isso), mas honda não me agradou. Só adquiri essa CB por questão de oportunidade mesmo. Até minha antiga YBR 2004 era melhor e mais confortável q uma Fan 2009 q pilotei por vezes. Tendenciosa demais.