Novidades

Testes

Competição

História

Apresentação

Home » Novidades

YAMAHA MT-07 NO BRASIL

Enviado por on 6 de Fevereiro de 2015 – 10:4313 Comentários

IMG_2917

O dia chegou! Um ano após o lançamento internacional, é a nossa vez de receber a novidade da Yamaha tão comentada lá fora, a MT-07. E, como foi no exterior, chegou por um preço matador: R$ 26.990 ou R$ 28.490 pela versão com ABS. As cores disponíveis serão cinza, branca e vermelha. A previsão de chegada nas concessionárias é para o fim de março ou começo de abril, mas nós já pudemos experimentar a moto no autódromo de Piracicaba, o ECPA.

IMG_1737

A MT-07 utiliza um novo motor bicilíndrico paralelo, com virabrequim do tipo crossplane (CP2), de 689 cc capaz de produzir 75 cv de potência a 9.000 rpm e 6,9 kgf.m de torque a 6.500 rpm. Isto pode não parecer muito mas, inserido em um chassi leve, resulta em uma tocada extremamente divertida tanto para novatos quanto para pilotos mais experientes. No total, a moto pesa apenas 179 kg (182 kg com ABS) em ordem de marcha! Massa normalmente encontrada apenas em modelos mais sofisticados (de alta cilindrada), com quadro de alumínio, mas este bem desenhado quadro tubular de aço conseguiu restringir o peso total.

2014_YAM_MT07_EU_VDVM1_DET_018Em termos de equipamentos, ela oferece o básico. ABS é opcional, mas no moderno painel já está incluso um indicador de marcha engatada, marcadores de consumo médio e instantâneo, um relógio e um “ECO” que aparece na tela quando conduzimos de forma econômica. O garfo, apesar de parecer invertido, é convencional e sem ajustes. O monoamortecedor traseiro tem links e nove ajustes de pré-carga.

Outra coisa interessante é que ela terá um valor de seguro fixado em R$ 3.000, independentemente do perfil do condutor. Não sabemos exatamente o que este plano inclui, mas é fruto de uma parceria da Yamaha com a Cardif, e que logo se estenderá para outros modelos da marca.

IMG_1945

COMO ANDA – Divertida para caramba! Leve e ágil, ela muda de direção com muita facilidade e ganha velocidade de forma emocionante. Seu novo motor entrega uma generosa oferta de torque à partir das médias rotações e, somado ao baixo peso da moto, levanta a dianteira com facilidade. Os freios oferecem potência mais que suficiente e não perderam a eficiência mesmo quando abusados constantemente na pista. O ABS funciona muito bem, ajuda bastante e transmite uma segurança extra, mas mesmo a versão sem o equipamento se mostrou muito progressiva e conseguimos ótimas frenagens com um pouco de cautela. Os pneus Bridgestone colam no asfalto e só forçando muito conseguimos destracionar a traseira, um pouco. As suspensões se adequam a uma proposta mais street e priorizam o conforto, portanto na pista sentimos elas um tanto macias, o que comprometeu a estabilidade nas curvas mais fechadas com algumas irregularidades. Nas curvas de alta velocidade não sentimos nenhum oscilação. Outro fator limitante na pista é o ângulo de inclinação, os pinos das pedaleiras raspam muito cedo, tanto que ao final do evento eles já estava visivelmente “comidos”.

A MT-07 tem os ingredientes certos para fazer muito sucesso por aqui, e esperamos que faça! A Yamaha introduziu agora uma nova arma para aumentar sua participação em nosso mercado. Aguardem um teste completo em breve na Revista da Moto!

 

Imagens: Yamaha

 

 

 

LEIA TAMBÉM:

  • mammothbr

    E nada da X-Max 250 essa Yamaha é uma piada como se as motos grandes fossem o nicho maior do mercado :/

  • Tabajara – São Carlos – SP

    Vai fazer sucesso. Só falta a Yamaha/Brasil trazer a FJ-09.

  • Daniel

    Na Europa essa merda custa menos que a CB500, aqui no brasil vai valer quase uma XJ e ainda tem idiota babando nela!

    • Rosenfeld8

      Idiota seria posicionar a MT-07 abaixo da CB 500F sendo que é um modelo superior.

      • Daniel

        Vou falar de novo, fora do brasil custa menos que a CB500, aqui custa mais e tem quem goste!

        • Ricardo Benini

          Ôooo inteligente , compra uma CB com ágio de 3.000 reais e seja feliz com ela , se não vazar , e deixe os outros escolherem suas preferências , afinal , nem todo mundo compra Honda ou vota na Dilma

  • http://peripatetices.blogspot.com.br Ton Cassiano

    Nem lançou, o cara não andou e já diz que é “merda”…Vai comprar CB500 por 25 paus, meu filho.

  • Daniel

    Burro é um bixinho que dá trabalho criar, mas depois dá gosto de ver!
    Não to questionando se a moto é boa ou ruim, melhor ou pior que cb 500, nem andei, e nem vô, porque não gostei dela! Questionei o valor da moto, que é mais barata que a cb500 no exterior… agora se outro burro não entender… paciência!

    • Rosenfeld8

      Olha, não sei de onde você tirou que a MT-07 custa menos que a CB 500F no exterior. Na Espanha a Honda custa 5.049 euros enquanto a Yamaha sai por 5.899. Na França custam 5.499 e 5.999 respectivamente. Não acho que em qualquer outro país CB 500F custe menos que a MT-07, portanto antes de sair chamando os outros de “burro”, faça um pouco de pesquisa!

  • Sérgio Mxb

    Olá! Gostaria de uma ajuda dos experts. Como pode uma máquina bicilindrica, com projeto novo, design, ciclistica, freios, painel, potência … enfim TUDO melhor que uma XT 660 r (projeto antigo, já se pagou pelos anos de mercado, monocilindrica, um disco na dianteira, painel sem marcador de combustível) ser mais barata ?

    • Tavares

      As suspensoes da XT 600 sao bem mais caras, o motor das XT e feito pela Minarelli (q pertence a Yamaha, mas o motor e feito na Italia). Enfim a XT tem q ser mais cara por esses motivos, mas a 07 tem um otimo preco,e e fabricada no Japao.

  • Tavares

    Essa moto e um show! Otimo acabamento pelo preco, potencia bem alta para a faixa de preco tambem, essa moto tem tudo para ser um sucesso. Outra coisa, e toda Made in Japan, nada de mandar fazer na Tailandia, Indonesia ou seja la onde…

  • http://www.mamutesdapedra.org Mamutes da Pedra

    Na Europa a MT 07 custa aproximadamente o mesmo que a Honda CB 500X e não a CB 500F como dito aqui.
    Acho que a Yamaha poderia ter colocado a MT 07 aqui com ABS por R$ 26000,00. Para comprar uma Honda temos que pagar os ágios que as autorizadas cobram disfarçados de “frete”. O mesmo tem acontecido com algumas autorizadas Yamaha.